Manifestações de apoio a ativistas iranianos em Paris e Estrasburgo

Access to the comments Comentários
De  Euronews
Os protestos antigovernamentais decorrem há meses no Irão
Os protestos antigovernamentais decorrem há meses no Irão   -   Direitos de autor  Jean-Francois Badias/Copyright 2023 The AP. All rights reserved

"Mulher. Vida. Liberdade." O slogan dos protestos antigovernamentais no Irão foi hoje projetado na Torre Eiffel, em Paris, iluminada em sinal de solidariedade com as manifestações na República Islâmica e em nome do fim da repressão.

A mensagem "Parem as execuções no Irão" foi igualmente projetada, em alusão às sentenças de morte decretadas para vários manifestantes.

Na capital francesa, muitas pessoas manifestaram-se também em apoio aos prisioneiros franceses que se encontram no Irão em condições consideradas "desumanas."

Já em Estrasburgo, no leste de França, cerca de 12 mil pessoas marcharam até ao Parlamento Europeu. 

Também aqui os ativistas reforçaram o apoio aos compatriotas, que protestam há quatro meses mas são brutalmente reprimidos pelo regime de Teerão.

Ouviram uma mensagem de apoio da presidente do Parlamento Europeu. "Não pode haver impunidade. O vosso grito: Mulher, Vida, Liberdade, foi ouvido em todos os cantos do globo. Vocês estão do lado certo da história e farão história", sublinhou Roberta Metsola.

Os manifestantes querem que a União Europeia adote uma postura mais firme contra o Irão, declarando o Corpo da Guarda Revolucionária uma organização terrorista.

As execuções de manifestantes arrefeceram o movimento antigovernamental no Irão.

De acordo com várias organizações não-governamentais, mais de 500 pessoas foram mortas na repressão dos protestos que ganharam força em setembro passado após a morte da jovem Mahsa Amini, presa por alegado uso indevido do véu islâmico.