EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Kremlin desmente Boris Johnson

Boris Johnson durante uma visita a Kiev.
Boris Johnson durante uma visita a Kiev. Direitos de autor AP/Ukrainian Presidential Press Office
Direitos de autor AP/Ukrainian Presidential Press Office
De  euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

Kremlin diz que Boris Johnson mente e que Vladimir Putin nunca ameaçou Reino Unido com um míssil

PUBLICIDADE

O Kremlin desmentiu, esta segunda-feira, Boris Johnson, depois do antigo primeiro-ministro do Reino Unido ter afirmado que Vladimir Putin o ameaçou durante uma conversa telefónica. O britânico revelou que o presidente russo terá dito que "levaria apenas um minuto" para atingir a Grã-Bretanha com um míssil.

O porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov acusou o ex-governante de mentir.

"Não, o que o Sr. Johnson disse não é verdade. Mais, é uma mentira. Além disso, diria que é uma mentira consciente, então é preciso perguntar ao Sr. Johnson com que objetivo escolheu esta versão de apresentação. Ou foi inconsciente e, de facto, ele não entendeu o que o Presidente Putin lhe disse. Então torna-se um pouco desconfortável para os interlocutores do nosso presidente Putin", sublinha.

A conversa telefónica entre Johnson e Putin terá ocorrido antes da invasão russa da Ucrânia, que teve início a 24 de fevereiro de 2022.

Os detalhes do telefonema foram revelados num excerto de um documentário da BBC "Putin Vs the West", transmitido esta segunda-feira.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Rússia diz que ocidente "proibiu" Zelenskyy de chegar a acordo de paz em março

Vladimir Putin sozinho numa missa na Catedral da Anunciação de Moscovo

Tréguas de Putin não se confirmam