EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Patrícia Sampaio conquista o ouro na final do GP de judo de Portugal

Judoca portuguesa Patrícia Sampaio impôs-se sobre a ucraniana Yelyzaveta Lytvynenko, por ippon.
Judoca portuguesa Patrícia Sampaio impôs-se sobre a ucraniana Yelyzaveta Lytvynenko, por ippon. Direitos de autor Federación Internacional de Judo
Direitos de autor Federación Internacional de Judo
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Judoca assegurou o título a 21 segundos do fim

PUBLICIDADE

O Pavilhão de Almada foi palco de uma jornada incrível no último dia do Grande Prémio de Judo de Portugal.

Completamente lotado, o complexo encheu-se de fãs para ver os pesos pesados da modalidade em ação.

Na categoria de -90 kg, o búlgaro Ivaylo Ivanov deitou ao tapete Krisztián Tóth, da Hungria.

Os dois partilharam um momento de amizade e fair play, apreciado pelo público português.

Skander Hachicha, Diretor Desportivo da Federação Internacional de Judo (FIJ), condecorou os atletas.

“No judo, é sempre preciso respeitarmos o nosso rival. Somos amigos porque temos a mesma idade. Temos filhos: ele tem e eu tenho. Ele estava muito feliz antes do nosso duelo. Enviou-me uma mensagem a dizer: 'estou muito feliz de combater contigo.' Respondi: 'eu também!' Isto é o desporto. Eu dou tudo durante o combate e depois disso somos amigos.”
Ivaylo Ivanov
Judoca

Patrícia Sampaio: a vitória de Portugal nos -78 kg

Na categoria de -78 kg, Patrícia Sampaio foi a heroína do dia. Em casa, a atleta de Tomar encheu de orgulho o público português.

Determinada a vencer, garantiu o ouro para Portugal ao impor-se na final sobre a ucraniana Yelyzaveta Lytvynenko, por ippon.

Assegurou o título a 21 segundos do fim, na sequência de um ataque “ilegal" da rival, que valeu a Lytvynenko um terceiro castigo, que ditou a eliminação da judoca ucraniana.

Patrícia Sampaio conseguiu a primeira medalha de ouro num Grande Prémio. Um momento alto para o judo português.

A judoca foi condecorada por Inês de Medeiros, presidente da Câmara de Almada, e no pavilhão municipal ecoou o hino.

"Foi inacreditável ter tanta gente aqui. Não sou de Lisboa, moro a duas horas de distância, então vieram até aqui dois carros cheios de pessoas para torcer por mim, com a minha família e amigos do clube. Foi incrível, foi inacreditável. Não tenho palavras para descrever tudo que ouvi hoje do público. Foi fantástico.”
Patrícia Sampaio
Judoca

Jornada de emoções fortes

Na categoria de -100 kg, o jovem judoca da Geórgia Ilia Sulamanidze bateu o japonês Youngster Arai, consolidando o lugar de número 1 mundial.

Foi condecorado pelo Supervisor de Arbitragem da Federação Internacional de Judo, Carlo Knoester.

Já a sul-coreana Kim Ha-yun, primeira cabeça de série, bateu Rochelle Nunes na categoria de +78 kg, deitando por terra as aspirações portuguesas para mais um ouro.

As medalhas foram atribuídas pela Supervisora de Arbitragem da Federação Internacional de Judo, Cathy Fleury.

Na categoria de +100kg, Kim Min-jong conquistou quatro medalhas de ouro para a Coreia do Sul, colocando o país no topo do quadro de medalhas.

Com dois ouros, uma prata e um judo apaixonante, a equipa portuguesa pode considerar este Grande Prémio um fantástico sucesso. A família do judo mal pode esperar para voltar no próximo ano.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Judo: O regresso do rei no Grand Slam de Paris 2023

Torneio de Paris volta a maravilhar

Judo: Ouro para Renshall, Matic, Lavrentev e Hojo no Grand Prix de Portugal