Ucrânia quer que conversações de adesão à UE comecem este ano

O Presidente ucraniano rodeado pela Presidente da Comissão Europeia e pelo Presidente do Conselho Europeu
O Presidente ucraniano rodeado pela Presidente da Comissão Europeia e pelo Presidente do Conselho Europeu Direitos de autor Olivier Matthys/AP
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Volodymyr Zelenskyy insiste na adesão da Ucrânia à União Europeia, quer que as conversações comecem este ano.

PUBLICIDADE

O Presidente ucraniano pressionou os líderes da União Europeia (UE) sobre o estado das conversações de adesão do seu país à UE, dizendo: "A Ucrânia é a Europa". Volodymyr Zelenskyy acrescentou que as conversações deveriam começar este ano.

O momento seguiu-se a uma visita emotiva à sede da UE em Bruxelas, no término de uma rara viagem de dois dias fora da Ucrânia.

"Penso ter ouvido, talvez quisesse ouvir, talvez quiséssemos demasiado, mas de qualquer forma - penso ter ouvido que, após as recomendações da Comissão Europeia, os resultados das nossas recomendações, podemos começar a abrir o diálogo sobre o nosso futuro, o futuro na UE. Sim?", disse o Presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelenskyy.

Contudo, a Presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, disse que ainda é preciso fazer mais em relação à proposta.

"É impressionante ver quão altamente profissional, com enorme qualidade a Ucrânia está a avançar na realização das reformas necessárias e a trabalhar nestes sete passos; por exemplo, a adoção da estratégia anticorrupção, a retoma do Conselho Superior da Magistratura, a nova lei dos media, tudo isto são passos absolutamente na direção certa. É preciso fazer mais mas (o que é) importante é compreender que não existe uma linha temporal rígida.", afirmou a Presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen.

Von der Leyen delineou também o 10º pacote de sanções da UE contra a Rússia, bem como medidas para reforçar os controlos fronteiriços e as infraestruturas de segurança na Europa

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Grupo paramilitar Wagner reinvindica conquista de localidade perto de Bakhmut

Biden "confiante" que Congresso acabará por aprovar financiamento para a Ucrânia

Zelenskyy demite comandante das Forças Armadas da Ucrânia