EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Zelenskyy anuncia mais uma demissão e assegura "limpeza do governo"

Volodymyr Zelenskyy, Presidente da Ucrânia, em conferência de imprensa no âmbito de um Conselho Europeu, em Bruxelas, Bélgica
Volodymyr Zelenskyy, Presidente da Ucrânia, em conferência de imprensa no âmbito de um Conselho Europeu, em Bruxelas, Bélgica Direitos de autor Olivier Matthys/Copyright 2023 The AP. All rights reserved
Direitos de autor Olivier Matthys/Copyright 2023 The AP. All rights reserved
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Presidente ucraniano demitiu o vice-comandante da Guarda Nacional. Motivos na origem da demissão são desconhecidos. Medidas contra a corrupção são uma das exigências da Uniâo Europeia.

PUBLICIDADE

Uma homenagem às vítimas do terramoto levou, este sábado, o presidente ucraniano à embaixada da Turquia em Kiev. Dever diplomático cumprido, Volodymyr Zelenskyy emitiu no mesmo dia um decreto onde foi anunciada a demissão do vice-comandante da Guarda Nacional, Ruslan Dziuba.

O documento não fornece mais pormenores sobre a saída, mas este não é caso único entre as autoridades ucranianas, que nas últimas semanas sofreram várias perdas.

Os despedimentos, geralmente ligados a casos de corrupção, são vistos como uma tentativa de aproximação da União Europeia, onde Zelenskyy quer ver tão breve quanto possível a Ucrânia.

No habitual discurso noturno, o presidente voltou a comprometer-se com a “limpeza do governo” e uma maior “transparência e responsabilização” das instituições, através da modernização de processos e procedimentos.

Tropas ucranianas dizem ter recuperado posições em Donetsk

No terreno, o objetivo russo de tomar Bakhmut, está a colocar na linha de fogo pequenas cidades como Maryinka e Vuhledar, que as tropas ucranianas tentam manter a todo o custo.

De acordo com as forças armadas do país, cerca de 50 ataques atingem todos os dias a região de Donetsk.

Numa mensagem enviada através da plataforma Telegram, o comandante-chefe das Forças Armadas da Ucrânia, Valeriy Zaluzhnyi, garantiu que a defesa estava assegurada. "Nós mantemos a defesa. Em algumas áreas da frente conseguimos recuperar posições anteriormente perdidas e ganhámos uma posição de vantagem", escreveu.

Zaluzhnyi não especificou que áreas foram recuperadas, mas acrescentou que a Ucrânia continua a segurar Bakhmut, concentrando-se na estabilização da linha da frente em torno da cidade.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

"Estado da União": Estará a UE à altura dos apelos da Ucrânia?

Presidente ucraniano fala em "desafio para a NATO"

Ucrânia quer que conversações de adesão à UE comecem este ano