EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Netanyahu contestado em Israel pela sétima semana consecutiva

Israelitas marcham em protesto contra reforma judicial de Benjamin Netanyahu, em Telavive, Israel
Israelitas marcham em protesto contra reforma judicial de Benjamin Netanyahu, em Telavive, Israel Direitos de autor Tsafrir Abayov/Copyright 2023 The AP All rights reserved
Direitos de autor Tsafrir Abayov/Copyright 2023 The AP All rights reserved
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Oposição teme atentado à democracia caso o projeto de lei para uma reforma judicial seja aprovado., esta segunda-feira, no Knesset

PUBLICIDADE

Dezenas de milhares de israelitas voltaram a contestar este sábado a reforma judicial que o governo de Benjamin Netanyahu se prepara para implementar no país. É assim há sete semanas consecutivas. Mas, apesar dos protestos dos últimos dois meses, o parlamento vai mesmo votar esta segunda-feira o projeto de lei que visa tirar poder aos tribunais.

Nas ruas, as medidas que se avizinham são encaradas por muitos como um atentado à democracia.

Nati Ron, advogado, diz que a luta é para continuar. "Não temos escolha, não podemos desistir. Este é o nosso país, lutei nas guerras, perdi amigos nas guerras. Eles não morreram por isto, não morreram por um Estado ditatorial. Devo-lhes isto. É o mínimo que posso fazer".

"Sinto esperança mas, ao mesmo tempo, há tanta gente aqui e o governo não ouve as nossas vozes", confessa Amit Melamed, estudante de Direito, também a participar no protesto.

Os defensores da reforma alegam que o sistema judicial israelita é demasiado politizado e que as novas medidas pretendem apenas tirar o poder excessivo aos juízes.

Mas a oposição contesta que, com esta lei em vigor, Netanyahu vai anular uma possível condenação nos vários casos de corrupção em que está a ser julgado.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

"Dia de resistência contra a ditadura”

Manifestantes pedem intervenção da UE sobre reforma judicial em Israel

Nona semana de protestos em Israel