Biden e Putin: O espelho da guerra

 Biden encontra-se esta quarta-feira com os líderes da frente leste da NATO
Biden encontra-se esta quarta-feira com os líderes da frente leste da NATO Direitos de autor Evan Vucci/Copyright 2023 The AP. All rights reserved
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Discursos dos líderes das duas maiores potências nucleares extremam-se

PUBLICIDADE

No espaço de algumas horas, o espelho dos dois lados da guerra, de duas visões completamente distintas da realidade

A Ucrânia nunca será uma vitória para a Rússia. Nunca
Joe Biden
Presidente dos EUA

O discurso de Joe Biden, em Varsóvia, foi precedido do de Vladimir Putin, em Moscovo, onde o presidente russo sacudiu qualquer responsabilidade pelo que está a acontecer. Muito pelo contrário.

"A responsabilidade pelo agravamento do conflito ucraniano, pela escalada, pelo número de vítimas, pertence exclusivamente às elites ocidentais e, claro, ao atual regime de Kiev, para quem o povo ucraniano é desconhecido. O atual regime de Kiev não defende os interesses nacionais, mas sim os de outros países", declarou o presidente russo.

O distanciamento de Putin foi mais longe: anunciou a suspensão da participação russa no tratado de desarmamento nuclear Novo Start e deixou em aberto a realização de testes.

O atual regime de Kiev não defende os interesses nacionais, mas sim os de outros países
Vladimir Putin
Presidente russo

Nada que pareça abalar Biden que, ao tom ameaçador, respondeu com um tom determinado.

"Os autocratas só percebem uma palavra: não, não, não. Não, não vão ocupar o meu país. Não, não vão tirar a minha liberdade. Não, não me vão tirar o futuro. A brutalidade nunca irá sobrepor-se à determinação dos que são livres. E a Ucrânia nunca será uma vitória para a Rússia. Nunca", assegurou.

E para garantir que isso aconteça, o reforço da unidade passa pelo encontro de Biden, esta quarta-feira, com os líderes da frente leste da NATO, o grupo denominado Bucareste Nove, os países mais expostos às ameaças de Putin.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Kamala com Biden nas Presidenciais de 2024 contra a idade e os "extremistas" de Trump

Joe Biden anuncia recandidatura à presidência dos EUA para "defender a democracia"

Putin rearma exército, enquanto escasseia ajuda humanitária da ONU para a Ucrânia