EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Governo francês enfrenta paralisação geral em vários setores

Sindicatos pretendem suplantar a mobilização de 31 de janeiro
Sindicatos pretendem suplantar a mobilização de 31 de janeiro Direitos de autor Christophe Ena/Copyright 2023 The AP. All rights reserved.
Direitos de autor Christophe Ena/Copyright 2023 The AP. All rights reserved.
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Luta-se contra a alteração da idade da reforma dos 62 para os 64 anos

PUBLICIDADE

Dos transportes às refinarias, passando pelo comércio, escolas e universidades - é transversal o apelo à mobilização desta terça-feira em França.

Vários sindicatos convocaram uma paralisação geral para tentar travar o voto dareforma do sistema de pensões no Senado. Promete-se um "país parado" no braço de ferro contra o governo. Luta-se contra a alteração da idade da reforma dos 62 para os 64 anos.

É o tema que domina praticamente todos os debates políticos no país há várias semanas. Os apelos a um "tsunami social" têm pela frente uma primeira-ministra, Élisabeth Borne, que salienta que a greve geral só vem penalizar os franceses mais pobres. 

Espera-se também um forte impacto no setor energético, sobretudo na produção das centrais nucleares.

Os sindicatos pretendem suplantar a mobilização de 31 de janeiro, quando contaram mais de 2,5 milhões de aderentes em todo o país.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Reforma das pensões em França: o jogo acabou?

França: Mais um dia de manifestações contra a reforma das pensões

Suíços votaram a favor do 13.º mês para pensionistas e contra aumento da idade da reforma