EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Reino Unido endurece legislação contra migrantes clandestinos

Centro para tratar os casos dos migrantes que chegam em pequenas embarcações ao Reino Unido
Centro para tratar os casos dos migrantes que chegam em pequenas embarcações ao Reino Unido Direitos de autor Gareth Fuller/PA
Direitos de autor Gareth Fuller/PA
De  Maria Barradas com Agências
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O governo do Reino Unido apresentou proposta de lei para travar a chegada ao país de milhões de migrantes em pequenas embarcações

PUBLICIDADE

O Reino Unido quer endurecer a legislação contra os migrantes que chegam à sua costa sul em pequenas embarcações.

Uma nova proposta de lei prevê a detenção até 28 dias e a deportação dos migrantes clandestinos, com exceção das crianças e dos que precisam de cuidados médicos.

O governo de Londres acredita que isto vai dissuadir os traficantes.

A ministra do Interior, Suella Braverman, afirma: "Nos próximos anos, os países desenvolvidos enfrentarão níveis sem precedentes de pressões de um número cada vez maior de pessoas que deixam o mundo em desenvolvimento para lugares como o Reino Unido. Se não atuarmos hoje, o problema será pior amanhã, e o problema já é insustentável".

Nos próximos anos, os países desenvolvidos enfrentarão níveis sem precedentes de pressões de um número cada vez maior de pessoas que deixam o mundo em desenvolvimento para lugares como o Reino Unido. Se não atuarmos hoje, o problema será pior amanhã, e o problema já é insustentável.
Suella Braverman
Ministra do Interior do Reino Unido

Bravermen diz que esta é uma promessa do primeiro-ministro e a sua prioridade.

Mas os críticos, incluindo a oposição e as ONG, dizem que o projeto de lei não é ético e que o governo está a adotar a abordagem errada.

Nick Beales, do Fórum dos Refugiados e Migrantes de Essex e Londres, argumenta: "Se o governo quer realmente tentar resolver estas questões, o que precisa de fazer é concentrar-se na criação de rotas humanitárias seguras para as pessoas chegarem ao Reino Unido. E precisa de se concentrar na eliminação do atraso existente em matéria de asilo, e pode começar por processar pedidos de pessoas que são de países onde é quase certo que lhes será concedido o estatuto de refugiado no Reino Unido".

O governo reconheceu que a legislação, que denominou ‘Stop the Boats’possivelmente viola as leis de direitos humanos do Reino Unido e está a preparar-se para dificuldades na sua aprovação.

Mas a inauguração pelo primeiro-ministro, Rishi Sunak, de um novo centro para gerir os casos das pequenas embarcações sublinha a determinação do governo em matéria de imigração.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

México abre investigação sobre o incêndio que matou 39 migrantes

Rota ilegal de imigração continua a passar pelo Canal da Mancha

Suécia endurece lei da imigração