EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Guerra na Ucrânia reaproxima França e Reino Unido

Macron e Sunak na cimeira que começou esta sexta-feira
Macron e Sunak na cimeira que começou esta sexta-feira Direitos de autor Kin Cheung/AP
Direitos de autor Kin Cheung/AP
De  Ricardo Figueira
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Na primeira cimeira em cinco anos entre os dois lados do Canal da Mancha, Emmanuel Macron e Rishi Sunak demonstraram o bom entendimento entre Londres e Paris.

PUBLICIDADE

França e Reino Unido voltam a falar a mesma língua em termos diplomáticos. A cimeira franco-britânica que começou esta sexta-feira pôs fim a anos de tensões ligadas ao Brexit, durante os mandatos de Boris Johnson e Liz Truss, e tem como pano de fundo o recente acordo entre Londres e Bruxelas sobre o protocolo da Irlanda do Norte.

A chegada de Rishi Sunak ao número 10 da Downing Street parece ter trazido uma nova era nas relações entre os dois lados do Canal da Mancha.

Disse o presidente francês Emmanuel Macron, dirigindo-se a Sunak: "Quero saudar aqui a nova direção tomada pelo Reino Unido, nomeadamente com a aproximação à União Europeia, e felicitá-lo pelo quadro de Windsor concluído com a Presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen. É um novo começo, que queremos prosseguir e por em prática no apoio à Ucrânia. Partilhamos a mesma análise e a mesma vontade. A Rússia não pode e não deve ganhar esta guerra".

Quero saudar aqui a nova direção tomada pelo Reino Unido, nomeadamente com a aproximação à União Europeia.
Emmanuel Macron
Presidente de França

A luta contra a imigração ilegal, a energia nuclear, o desenvolvimento conjunto de armas militares ou a ajuda à Ucrânia são temas em relação aos quais Macron e Sunak selaram acordos de longo alcance nesta cimeira.

"Sempre que a segurança do nosso continente estiver ameaçada, estaremos na vanguarda da sua defesa e hoje vamos ainda mais longe para reforçar a nossa cooperação em matéria de segurança e defesa. Concordámos em treinar os fuzileiros ucranianos, ajudando a dar à Ucrânia uma vantagem decisiva no campo de batalha e para que a Ucrânia vença esta guerra", disse Sunak.

Sempre que a segurança do nosso continente estiver ameaçada, estaremos na vanguarda da sua defesa
Rishi Sunak
Primeiro-ministro do Reino Unido

Macron e Sunak chegaram a um novo acordo para tentar travar a imigração ilegal, que prevê um maior financiamento dos programas conjuntos, nos próximos três anos, por parte do lado britânico.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Sanna Marin participa em funeral de soldado ucraniano

Rishi Sunak fala em "avanço decisivo" sobre protocolo pós-Brexit

Macron aceita demissão do primeiro-ministro Gabriel Attal