Rishi Sunak fala em "avanço decisivo" sobre protocolo pós-Brexit

Rishi Sunak, primeiro-ministro do Reino Unido
Rishi Sunak, primeiro-ministro do Reino Unido Direitos de autor Dan Kitwood/WPA Rota
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O primeiro-ministro britânico congratula-se com o acordo entre Londres e Bruxelas sobre o Protocolo da Irlanda do Norte, mas ainda terá de "convencer" os Unionistas.

PUBLICIDADE

O primeiro-ministro britânico, Rishi Sunak, congratula-se com o acordo selado com a União Europeia para resolver o impasse relativo ao Brexit.

"Após semanas de negociações, fizemos um avanço decisivo. O Enquadramento de Windsor permite o livre comércio em todo o Reino Unido. Protege a Irlanda do Norte na nossa união e salvaguarda a soberania do povo da Irlanda do Norte", referiu o chefe do executivo britânico.

Mas, para tudo chegar a bom porto ainda é preciso a luz verde do Partido Unionista Democrático.

Jeffrey Donaldson, líder do partido, assegura que "foram assegurados progressos significativos em várias áreas", mas demonstra, ao mesmo tempo, preocupação.

Continuam a existir questões chave de preocupação"
Jeffrey Donaldson
Líder do Partido Unionista

Os Unionistas ainda podem bloquear o acordo, conforme têm vindo a fazer nos últimos meses, tendo mesmo decidido afastar-se, o que levou a um impasse parlamentar na Irlanda do Norte. 

A vice-Presidente do Partido Sinn Féin,Michelle O'Neill,critica esta atitude por parte do Partido Unionista.

"O que eu tenho dito consistentemente durante todo o debate do Brexit é que as pessoas aqui foram deixadas no limbo, na incerteza. Espero que o acordo seja implementado porque estamos no final da negociação", salientou.

A partir do momento em que o acordo entrar em vigor , os produtos com destino exclusivamente à Irlanda do Norte deixarão de estar sujeitos ao controlo rígido da União Europeia. Já os que se destinarem à República da Irlanda têm de continuar a respeitar este escrutínio. Este impasse era um pedra no sapato tanto para Londres como para Bruxelas.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Guerra na Ucrânia reaproxima França e Reino Unido

Reino Unido e UE mais próximos de acordo sobre a Irlanda do Norte

Unionistas terminam bloqueio: parlamento da Irlanda do Norte pode retomar atividade no fim de semana