Reforma das pensões: Macron fala hoje aos franceses

Caricatura de Macron durante protesto contra a reforma do sistema de pensões, em Paris
Caricatura de Macron durante protesto contra a reforma do sistema de pensões, em Paris Direitos de autor AP Photo/Christophe Ena
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Presidente francês quer acalmar tensões, mas não pretende dissolver Parlamento, nem remodelar governo

PUBLICIDADE

Emmanuel Macron vai dirigir-se hoje aos franceses numa entrevista televisiva, depois de mais uma noite marcada por confrontos e protestos contra a reforma do sistema de pensões.

A capital francesa, Paris, viveu ontem momentos de grande tensão entre centenas de manifestantes e forças de segurança, que voltaram a recorrer a gás lacrimogéneo e efetuaram perto de meia centena de detenções.

O presidente francês quer apaziguar a cólera contra a reforma, adotada sem voto do Parlamento graças ao recurso ao polémico artigo 49.3 da constituição.

Mas, segundo fontes próximas, Macron não têm a intenção de dissolver a assembleia, nem remodelar o executivo ou organizar um referendo.

A totalidade dos sindicatos franceses e a oposição continuam a reclamar o abandono da reforma do sistema de pensões, que passa a idade legal de aposentação dos 62 para os 64 anos.

Os protestos quotidianos prometem continuar e para esta quinta-feira está convocada uma nova jornada de greve nacional e, com uma grande maioria dos franceses contra a reforma, segundo as sondagens, espera-se uma mobilização massiça.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Protestos pacíficos manchados pela violência em França

Polícia encontra mais de 60 quilos de canábis em casa de autarca francesa

Polícia francesa expulsa dezenas de migrantes de Paris a quase 100 dias dos Jogos Olímpicos