ONU acusa russos e ucranianos de execuções sumárias

Jornalistas registam local de eventual execução em Motyzhyn, perto de Kiev, Ucrânia
Jornalistas registam local de eventual execução em Motyzhyn, perto de Kiev, Ucrânia Direitos de autor AP Photo/Efrem Lukatsky, Arquivo
De  euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

As Nações Unidas acusaram as forças ucranianas e russas de cometer dezenas de execuções sumárias de prisioneiros de guerra durante a invasão russa da Ucrânia.

PUBLICIDADE

As Nações Unidas acusaram as forças ucranianas e russas de cometer dezenas de execuções sumárias de prisioneiros de guerra durante a invasão russa da Ucrânia.

"Estamos profundamente preocupados com a execução sumária de até 25 prisioneiros de guerra russos e pessoas fora de combate pelas forças armadas ucranianas, que temos documentada", afirmou Matilda Bogner, responsável pela Missão de Observação de Direitos Humanos da ONU na Ucrânia. 

"Também estamos profundamente preocupados com a execução sumária de 15 prisioneiros de guerra ucranianos logo após serem capturados pelas forças armadas russas. O grupo Wagner, empresas militares e de segurança perpetraram 11 dessas execuções", disse Bogner.

AP Photo/Vadim Ghirda
Funeral em Boryspil, UcrâniaAP Photo/Vadim Ghirda

A ONU disse que do lado ucraniano foram iniciadas investigações sobre 22 das vítimas, mas não tem conhecimento de que algum perpetrador tenha sido processado.

No início de março, um vídeo da alegada execução de um prisioneiro de guerra ucraniano por soldados russos chocou a Ucrânia.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Pai condenado na Rússia por filha fazer desenho contra a guerra

Rússia pode estar a mudar o foco da invasão na Ucrânia para novas cidades

Manifestantes ucranianos pedem rotação de soldados