AR-15 é arma mais utilizada em tiroteios mortais nos EUA

Escola de Nashville
Escola de Nashville Direitos de autor John Amis/Copyright 2023 The AP. All rights reserved
De  euromews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Em 2023, até à data, há registo de mais do que um titoteio por dia nos EUA

PUBLICIDADE

Seis pessoas, entre elas três crianças, foram mortas num tiroteio numa escola primária cristã de Nashville, no estado norte-americano do Tennessee, na segunda-feira.

A agressora foi identificada pelos funcionários como Audrey Hale, uma ex-aluna de 28 anos.

No rescaldo do trágico tiroteio, um Tweet tornou-se viral nas redes sociais apelando, mais uma vez, a leis mais rigorosas em matéria de armas no país. E alegou que a maioria dos tiroteios em massa no país, incluindo o de Nashville, foram realizados com uma arma AR-15.

Será isto verdade? Analisámos, mais de perto, esta afirmação.

Em primeiro lugar, as AR-15 são armas semi-automáticas, o que significa que um atirador deve premir o gatilho em cada disparo.

São também as espingardas mais vendidas nos EUA. 1 em cada 20 adultos, ou cerca de 16 milhões de pessoas, possuem pelo menos uma arma do tipo AR-15, de acordo com o Washington Post.

Estas armas tornaram-se também um símbolo da epidemia de violência armada do país. Dez dos 17 tiroteios em massa mais mortíferos desde 2012 envolveram AR-15s.

Pesquisámos no Twitter e descobrimos que a afirmação é, em grande parte, verdadeira.

Uma arma do estilo AR-15 foi utilizada em todos os tiroteios em massa aqui mencionados, com exceção de um.

Trata-se do tiroteio na discoteca Pulse Nightclub, em Orlando em 2016, que causou a morte de 49 pessoas. Nesse incidente, foi usada uma outra arma Sig Mauer MCX.

Por outro lado, o tipo de arma utilizada no tiroteio de Boulder, em 2021, que fez 10 mortos, ainda não é conhecido.

Mas de acordo com a Rádio Pública do Colorado, provavelmente não foi uma AR-15.

No caso do tiroteio de Nashville, The Cube identificou que uma das armas utilizadas pela agressora foi uma AR-15 tipo Grunt III, fabricada pela empresa Lead Star.

O tiroteio na escola de Nashville é o 131º tiroteio em massa nos EUA este ano, de acordo com o Arquivo da Violência Armada. Isso significa que já houve mais tiroteios em massa do que o número de dias no ano, até agora.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Tiroteio em festa no Alabama mata quatro pessoas

Tiroteios em Marselha fazem pelo menos três mortos, incluindo um adolescente

Sete mortos em novo tiroteio na Califórnia