EventsEventos
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Mais protestos em Israel para exigir a "morte" da reforma judicial de Netanyahu

Milhares em protestos nas ruas de Telavive
Milhares em protestos nas ruas de Telavive Direitos de autor Oded Balilty/AP Photo
Direitos de autor Oded Balilty/AP Photo
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Foi o 15.° sábado de manifestações em Israel contra a proposta do governo de coligação de assumir mais poder sobre o sistema judicial hebraico

PUBLICIDADE

Millhares de pessoas voltaram a fazer-se ouvir nas ruas de Israel contra a reforma judicial pretendida pelo governo de coligação liderado por Benjamin Netanyhau. Os manifestantes exigem a "morte" do processo, que veem como um ataque à democracia israelita.

Foi a 15.° sábado de manifestações contra uma proposta, entretanto adiada, mas não arquivada, que visa dar ao executivo mais poderes sobre a nomeação de juízes e que os críticos veem como um ataque à democracia.

Este último protesto teve uma vez mais maior participação em Telavive, mas ouviu-se também em diversas outras cidades, um dia depois da agência de notação Moody’s ter reduzido o nível de crédito de Israel de “positivo” para estável”, refletindo uma alegada deterioração da governação no país.

Os manifestantes asseguram pretender manter os protestos até que a proposta de reforma judicial seja totalmente arquivada pelo governo de Netanyahu, que muitos entendem nem poder intervir no processo por estar a ser julgado por corrupção.

Perante a pressão, inclusive do Presidente de Israel e do próprio ministro da Defesa, o executivo decidiu suspender o processo para permitir alguma negociação com a oposição, mas a ala mais ultraortodoxa do governo pretende forçar o relançamento da reforma dentro de algumas semanas caso não exista acordo.

Outras fontes • Lusa, Times of Israel

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Netanyahu já teve alta do hospital onde deu entrada por desidratação

Israelitas em protesto contra Governo de Netanyahu e os planos de revisão do sistema judicial

Milhares de pessoas protestaram em Telavive contra a reforma judicial