EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Raiva em Gaza com a morte de líder da jihad islâmica que estava em greve de fome em prisão israelita

Tensão em Gaza
Tensão em Gaza Direitos de autor Nasser Nasser/Copyright 2022 The AP. All rights reserved
Direitos de autor Nasser Nasser/Copyright 2022 The AP. All rights reserved
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Aumenta a tensão em Gaza após a morte de líder da jihad islâmica que estava em greve de fome há 86 dias numa prisão israelita

PUBLICIDADE

Manifestação de raiva e pesar em Gaza após a morte do líder da Jihad Islâmica, Khader Adnan.Morreu numa prisão israelita após 86 dias de greve de fome.

As ruas foram invadidas por multidões e as lojas fecharam em sinal de respeito.

Enquanto a tensão aumentava, a viúva apelou à calma.

"Não queremos uma única gota de derramamento de sangue. Não queremos retaliações pelo martírio do xeque. Não queremos que ninguém lance foguetes e depois atinjam Gaza. O Xeque conseguiu o máximo que desejava," afirmou a vi]uva de Khader Adnan, Randa Musa.

O apelo à contenção surgiu horas depois de militantes terem disparado três rockets contra Israel, após o anúncio da morte de Adnan, e de haver relatos de outros lançamentos mais tarde.

Adnan foi o primeiro palestiniano em greve de fome de longa duração a morrer sob custódia israelita. O homem de 45 anos foi preso em Fevereiro e estava detido por Israel, sem acusação, por razões de segurança.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Israel mata dirigentes da Jihad Islâmica na Faixa de Gaza

Palestinianos assassinados por soldados israelitas

Morreu o estilista Roberto Cavalli aos 83 anos