Stump conquista o primeiro t´ítulo mundial para a Suíça em Judo

Esquerda: o suíço Nils Stump que se sagrou campeão mundial; direita: bi-campeã mundial, a canadiana Christa Deguchi
Esquerda: o suíço Nils Stump que se sagrou campeão mundial; direita: bi-campeã mundial, a canadiana Christa Deguchi Direitos de autor Emanuele Di Feliciantonio
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O judoca suíço Nils Stump derrotou o italiano Manuel Lombardo na final de -73kg sagrando-se Campeão Mundial, o primeiro título de sempre para a Suíça; o outro destaque do dia vai para a canadiana Christa Deguchi que sagrou-se bicampeã mundial ao derrotar a japonesa Funakubo na categoria de -57kg

PUBLICIDADE

O terceiro dia do Campeonato Mundial de Judo a decorrer em Doha, no Qatar, foi marcado pelo entusiasmo do público local que torceu pelos seus heróis na luta por mais dois títulos mundiais.

A campeã mundial de 2019, a canadiana Christa Deguchi, estava em grande forma aqui em Doha e não deixou que ninguém a arrancasse da final.

Funakubo, do Japão, também manteve a típica forma sólida com vários ippons ao longo do dia que a levaram igualmente à final.

Hussein Sayed/Copyright 2023 The AP. All rights reserved.
Canadiana Christa Deguchi em combate com a japonesa Haruka Funakubo na categoria de -57kgHussein Sayed/Copyright 2023 The AP. All rights reserved.

O estilo e a experiência de Deguchi criaram um momento de magia, um belo momento de judo, o que significa que acabaria por ser coroada bicampeã mundial, um feito incrível! Uma viagem emocionante de 2019 a 2023 em busca do seu segundo título.

Morinari Watanabe, membro do COI e presidente da Federação Internacional de Ginástica, entregou as medalhas.

"Espero que confiem em vocês próprios e, penso que se confiarem em vocês próprios mais do que em qualquer outra pessoa, podem fazer o que quiserem", afirmou a bicampeã mundial canadiana, Christa Deguchi.

O italiano Manuel Lombardo esteve de olho na medalha de ouro e não deixou que ninguém o parasse no caminho para aquela que é a segunda presença na final mundial em séniores.

Mas Nils Stump chegou aqui com determinação e teve um desempenho absolutamente notável.
Foi o autor de alguns dos maiores e mais emocionantes lançamentos do torneio, contra adversários como Hasimoto do Japão e outros grandes concorrentes, levaram-no à primeira final mundial de sempre.

Hussein Sayed/Copyright 2023 The AP. All rights reserved.
Nils Stump, da Suíça, de branco, e Manuel Lombardo, de Itália, competem pela medalha de ouro na categoria de -73 kg masculinoHussein Sayed/Copyright 2023 The AP. All rights reserved.

Na final, Stump parecia dominante sobre Lombardo, num encontro épico. No golden score, Lombardo pensou que tinha conquistado a vitória, mas na revisão do árbitro foi considerado que havia executado um mergulho de cabeça, uma manobra ilegal que é proibida no judo. 

🥇🥇🥇 World Champion Nils Stump !!! Can we get at least 10'000 likes for this outstanding performance 😍🙏💪 So awesome, unbelievable, #unstumpable !! @stumpnils #swissjudo | swissjudo.ch #judoworlds

Posted by Swiss Judo & Ju-Jitsu on Tuesday, May 9, 2023

Nils Stump tornou-se o primeiro Campeão Mundial de Judo de sempre da Suíça, um momento histórico para o explosivo e excitante atleta.

A medalha foi entregue pelo membro do CE da IJF e membro do COI, Yasuhiro Yamashita.

"É espantoso, não tenho palavras para o dizer. É realmente um grande feito para o judo suíço. O judo não é muito popular e estou muito feliz por ter conseguido levar esta medalha para casa, para a Suíça", rematou o campeão suíço.

No dia 4 da competição assistiremos às competições nas categorias de -81kg e -63kg.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Francesa Agbegnenou conquista sexto título mundial em Doha

Judoka japonesa Natsumi Tsunoda sagra-se tripla campeã mundial em Doha

Ucrânia boicota mundiais de judo no Qatar apesar da suspensão de oito atletas russos