EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Novos campeões vindos do Japão e Geórgia

Luka Maisuradze
Luka Maisuradze Direitos de autor Hussein Sayed/AP
Direitos de autor Hussein Sayed/AP
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Saki Niizoe sagrou-se campeã mundial nos -70 kg, em femininos, enquanto Luka Maisuradze ganhou o título masculino nos -90 kg.

PUBLICIDADE

O Qatar tornou-se uma das capitais mundiais do desporto e isto foi ainda mais cimentado pela Federação Internacional de Judo, ao realizar o evento principal, o Campeonato Mundial de Judo, em Doha. Este é mais que um simples evento desportivo.

Transmitido para audiências de todo o mundo, nenhum evento está completo sem o incrível entusiasmo da nova geração, que encheu o pavilhão no quinto dia dos Mundiais.

-70 kg (Femininos)

Saki Niizoe, do Japão, veio a Doha para ganhar o dorsal vermelho de campeã mundial. A caminho da final, enfrentou uma antiga e uma atual campeã, num dia nada fácil.

A alemã Giovanna Scoccimarro esteve em grande forma durante as eliminatórias e chegou à primeira final mundial de seniores.

Na final, a experiência superior de Niizoe revelou-se na projeção que lhe valeu um waza-ari e manteve-se no caminho para o título mundial, depois do bronze em 2022. Aplaudida pelos fãs, Niizoe estava cheia de emoção.

O diretor de Comunicação Social e Radiodifusão dos mundiais, Sheikh Hamad bin Abdulaziz Al Thani, entregou as medalhas.

Disse Saki Niizoe, depois da entrega: "Estou muito feliz e estava à espera de ganhar com as técnicas de solo. Isso levou-me às lágrimas de alegria".

-90 kg (Masculinos)

Lasha Bekauri procurava juntar o título de campeão mundial ao título olímpico conseguido em Tóquio. Durante todo o dia, mostrou boa técnica e acabou por garantir o lugar na final.

O compatriota georgiano Luka Maisuradze estava apostado em melhorar os dois bronzes mundiais e levar para casa o dorsal vermelho, provando que está no topo da categoria. Com uma excelente técnica durante toda a manhã, conquistou o lugar na final.

Numa final totalmente georgiana, foi Maisuradze quem levou a melhor. Os fãs emocionados aplaudiram-no quando foi coroado campeão do mundo. Ele e Bekauri, sem dúvida os reis desta categoria de peso, mostraram o verdadeiro valor do judo através do respeito mútuo.

A medalha foi entregue pelo Vice-Presidente da FIJ, Obaid Al Anzi.

Disse o novo campeão: "Quando ouvi o meu nome ser anunciado como campeão do mundo... Preciso de tempo para absorver tudo, para perceber o que aconteceu aqui e o que eu fiz. Doha é um lugar fantástico, nunca esquecerei este lugar e estas emoções. Nunca mais".

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Mundial de Judo 2023: Japão vence França e é ouro por equipas mistas

Aos 19 anos, Diogo Ribeiro torna-se bicampeão mundial em natação

Pinot, Wagner e Tajima conquistam títulos mundiais