Mundial de Judo 2023: Japão vence França e é ouro por equipas mistas

Campeonatos do Mundo de Equipas Mistas
Campeonatos do Mundo de Equipas Mistas Direitos de autor IJF
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

No Golden Score, uma vitória tática levou a equipa japonesa a conquistar o primeiro lugar

PUBLICIDADE

Em Doha, no Qatar, teve lugar uma das provas mais emocionantes do Campeonato de Judo. Os fãs que viajaram e os entusiastas locais encheram a ABHA Arena para testemunhar o Campeonato Mundial de Equipas Mistas.

Durante toda a semana, a ação foi ininterrupta, com demonstrações incríveis da cultura local, bem como dos verdadeiros valores do Judo. A Federação Internacional de Judo (IFJ) também apoiou uma equipa de refugiados no evento.

O Japão esteve nas finais de todos os Campeonatos do Mundo de Equipas Mistas e, desde 2018, lutou pelo ouro com a equipa da França. O Japão chegou a Doha com um histórico de 4-0. E a rivalidade continuou.

O Japão estava mentalizado para manter o primeiro lugar e, apesar dos adversários fortes, conseguir chegar à medalha de ouro. Mas a França estava determinada. Com uma equipa brilhante, trabalhou arduamente durante as eliminatórias e garantiu o seu lugar numa final de sonho com o Japão. Seriam capazes de conquistar o título?

França assumiu uma liderança inicial - Gaba (Joan-Benjamin ) marcou um grande ippon contra Hashimoto (Soichi ) para o deleite da multidão e Margaux Pinot levou a melhor sobre a campeã mundial Niizoe (Saki). França estava a ganhar por 2 pontos.

O japonês Tajima (Goki) marcou um waza-ari impressionante, mantendo vivas as esperanças da sua equipa. Hayme (Coralie) aumentou o placar novamente para a França, mas Saito Tatsuru fez o mesmo para o Japão.

Cysique (Sarah-Leonie) liderou sua luta com um waza-ari logo no início, e parecia que o título voltava para a França. Mas Funakubo (Haruka) segurou Cysique e empatou a prova.

Tudo se resumiu à sorte do sorteio. Margaux Pinot contra Niiozoe (Saki) pelo título mundial de equipas mistas. No Golden Score, uma vitória tática levou a equipa japonesa a conquistar o ouro.

O Presidente do Comité Olímpico do Qatar, Sheikh Joaan AL THANI, entregou o troféu de ouro, e o presidente da IJF, Marius Vizer, entregou as medalhas de ouro.

O Campeonato do Mundo de Judo de 2023 chegou ao fim de forma emocionante. Nas palavras da Federação Internacional de Judo, “foi uma grande honra acolher este evento num dos países mais inovadores do mundo, totalmente empenhado em reformas na economia, sociedade, desporto e cultura”.

Esta última semana foi repleta de judo extraordinário, momentos históricos e demonstrações inesquecíveis de habilidade e emoção. Para a FIJ, “a excecional hospitalidade e o apoio inabalável do Qatar fizeram deste campeonato mundial um verdadeiro sucesso”.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

O regresso do rei: Teddy Riner é campeão mundial pela 11ª vez

Choques de titãs no sexto dia dos Mundiais

Novos campeões vindos do Japão e Geórgia