União Europeia apela ao diálogo no norte do Kosovo

Polícia no norte do Kosovo protege edifícios municipais de manifestantes sérvios
Polícia no norte do Kosovo protege edifícios municipais de manifestantes sérvios Direitos de autor Dejan Simicevic/Copyright 2023 The AP. All rights reserved
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Bruxelas considera "inaceitáveis" os confrontos desta semana, e pede um entendimento entre sérvios e autoridades albanesas.

Bruxelas apela ao diálogo no norte do Kosovo. O clima de tensão entre sérvios e autoridades albanesas na região escalou, esta segunda-feira, para confrontos que deixaram dezenas de soldados na NATO feridos.

PUBLICIDADE

Josep Borrell, chefe da diplomacia da União Europeia (UE), condenou os incidentes no município de Zvecan e pede que os episódios "inaceitáveis"de violência terminem. 

Borrell apela ainda aos manifestantes, da comunidade sérvia, que permitam o regresso dos autarcas, de etnia albanesa, aos edifícios municipais.

"Como primeiro passo, espero que as autoridades do Kosovo suspendam a operação policial centrada nos edifícios municipais no norte do Kosovo e que os manifestantes violentos se retirem e continuem a dialogar com os dois líderes", afirma.

O diplomata diz ainda que "a União Europeia espera que as partes ajam de forma responsável e se empenhem imediatamente no diálogo facilitado pela UE para encontrar uma solução sustentável para a situação no norte, que garanta a segurança de todos os cidadãos e abra caminho para a implementação do novo acordo sobre o caminho para a normalização."

Negociações para a paz fragilizadas

Numa reunião com os embaixadores ocidentais, o presidente sérvio,Aleksandr Vucic, manifestou-se preocupado com a presença dos autarcas.

Vucic, que reúne o apoio da Rússia e da China, exige que o Kosovo dê o primeiro passo nas negociações para a paz e retire os presidentes de câmara dos distritos dominados pelos sérvios.

Os confrontos de segunda-feira foram os mais violentos dos últimos anos, na região. Tanto a Sérvia, como o Kosovo são candidatos a integrar a União Europeia, mas para que a adesão possa acontecer, Bruxelas insiste na normalização das relações.

Conversações preliminares para a resolução do conflito mantêm-se em curso, mas nenhuma das partes parece disposta a recuar numa questão que se arrasta há anos.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Reforço da segurança no Kosovo

Tensão crescente entre o Kosovo e a Sérvia

Sérvia envia Forças Armadas para a fronteira no Kosovo face à violência na região