Ouro do Cazaquistão e de Itália no Grand Slam de Judo em Astana

Medalhistas do Qazaqstan Barysy Grand Slam 2023, em Astana, a capital do Cazaquistão
Medalhistas do Qazaqstan Barysy Grand Slam 2023, em Astana, a capital do Cazaquistão Direitos de autor Feliciantonio Emanuele
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Italianas trouxeram para casa duas medalhas de ouro do Grand Slam de Judo na capital cazaque

PUBLICIDADE

O Circuito Mundial de Judo regressou ao Cazaquistão pela primeira vez desde que acolheu os Campeonatos do Mundo.

Na capital do país, Astana, o evento da Federação Internacional de Judo (FIJ) estava repleto de fãs apaixonados pelo desporto.

A cerimónia de abertura começou com uma bela atuação local. Seguiram-se os discursos de Vlad Marinescu, diretor-geral da FIJ, e de Serik Zhumangarin, vice-primeiro-ministro do Cazaquistão, acompanhados pelo presidente da Federação de Judo do país, Kuanyshbek Yessekeyev.

Na categoria de menos de 48 quilos, a italiana Assunta Scutto conquistou o seu segundo ouro no Grand Slam. Saken Mussaybekov, vice-presidente da Federação cazaque de Judo, condecorou a judoca.

Nos menos de 60 quilos, Magzhan Shamshadin defrontou o atleta francês Revol e deu ao Cazaquistão o seu primeiro campeão do torneio. O momento foi memorável para os milhares de adeptos presentes.

As medalhas foram entregues por Yerbol Myrzabossynov, presidente do Comité de Desporto e Cultura Física do país.

"Obrigado a todos os adeptos cazaques que me apoiam. Tornámo-nos campeões juntos e esta não será a última vez", prometeu o vencedor.

Na categoria de menos de 52 quilos, Odette Giuffrida conquistou o segundo ouro do torneio para Itália. Vladimir Barta, diretor desportivo da FIJ, condecorou a atleta.

"As pessoas aqui são muito especiais. Toda a gente me fez sentir muito bem. Os miúdos gritavam 'Ode, Ode!', e eu pensei 'Uau, isto é para mim? A sério?!'. E depois fiquei muito feliz, foi um dia muito especial", admitiu Giuffrida.

Nos menos de 66 quilos, o forte ataque do judoca David García Torne valeu-lhe o primeiro lugar. Andrey Kryukov, secretário-geral do Comité Olímpico Nacional do Cazaquistão, entregou as medalhas.

Na categoria de menos de 57 quilos, houve uma desforra da final olímpica de Tóquio. O impressionante lançamento de anca da atleta francesa Sarah Leonie Cysique garantiu-lhe a primeira medalha de ouro do Circuito Mundial.

A judoca foi condecorada pelo Diretor de Arbitragem da FIJ, Florin Daniel Lascau.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Tajiquistão sai vitorioso no seu primeiro Grande Prémio de Judo

Grand Slam em Astana despede-se com grandes exibições

Grand Slam de Judo de Baku: Anna-Maria Wagner triunfa nos -78 kg