EventsEventos
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Grand Slam do Cazaquistão terminou este domingo

 Grand Slam do Cazaquistão terminou este domingo
Grand Slam do Cazaquistão terminou este domingo Direitos de autor IJF
Direitos de autor IJF
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O Grand Slam do Cazaquistão, em Astana, voltou a acolher alguns dos melhores judocas do mundo. O judo está de volta na próxima semana com o campenato do mundo em Abu Dhabi.

PUBLICIDADE

No último dia do Grand Slam do Cazaquistão, em Astana, os atletas entraram no Palácio de Artes Marciais Zhaksylyk Ushkempirov, em busca de pontos para a sua classificação no campeonato do mundo e nos jogos olímpicos.

Também os fãs voltaram a marcar presença no evento para testemunharem os melhores atletas de judo.

Nos -90kg, Yahor Varapayeu enfrentou o medalhista de prata olímpico Eduard Trippel. Um momento brilhante de Varapayeu garantiu-lhe a sua primeira medalha num Grand Slam, desde 2018, e foi ouro. O vice-presidente da Federação de Judo do Cazaquistão, Saken Mussaibekov, entregou a medalha. 

Na final de -78 kg, a medalhista mundial de prata Zhenzhao Ma enfrentou a jovem alemã Anna Monta Olek. Inicialmente, ambas as atletas pensavam que tinham vencido, mas um impacto na perna de Olek deu a vitória a Ma. A judoca chinesa conquistou, assim, o seu primeiro ouro num Grand Slam, desde 2022, tendo a medalha sido entregue pelo diretor de educação e treino da Federação Internacional de Judo (IJF), Mohammed Meridja

Grande parte do público veio para ver o campeão olímpico Aaron Wolf, que nos -100kg enfrentou Daniel Eich. Depois de várias ameaças, Wolf lançou o seu caraterístico uchi-mata para demostrar que pretende manter o seu título olímpico. As medalhas foram entregues pelo campeão do mundo, Maksim Rakov.

Em entrevista à Euronews o japonês Aaron Wolf confessou que "O Judo é muito popular no Cazaquistão” e que ficou feliz “por poder competir numa atmosfera tão animada."

A ex-campeã mundial Romane Dicko impediu a China de conquistar todas as medalhas femininas. Um armlock forçou Su a submeter-se e mostrou que Dicko está sempre a expandir o seu jogo técnico. A medalha foi entregue pelo diretor desportivo da IJF, Skander Hachicha.

"Foi muito fixe porque ouvi dizer que as pessoas gostam de dicko dicko, na verdade disseram disco, mas não faz mal...Mas sim, as crianças estavam a aplaudir, foi muito fixe e acho que toda a gente gostou deste torneio. Foi a primeira vez para mim, mas não será a última", disse a judoca francesa Romane Dicko à Euronews.

Nos +100kg, o japonês Saito Tatsuru defrontou o tajiquistão Temur Rakhimov. Um dos promissores candidatos a pesos pesados do Japão, nos últimos anos. A medalha foi entregue a Tatsuru pelo medalhista olímpico de prata, Dr. Askhat Zhitkeyev.

Na próxima semana o judo está de volta com o campeonato do mundo, que vai decorrer em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Taís Pina dá ouro a Portugal no Grand Slam de Astana

Arrancou o último Grand Slam antes dos Mundiais e Jogos Olímpicos

Titãs do tatami no terceiro dia do Grand Slam de judo de Duxambé 2024