EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Calor e tempestades marcam o início do verão em grande parte da Europa

Bombeiros da Hungria tentam levantar as árvores caídas sobre as casas durante a tempestade na cidade de Egerbakta
Bombeiros da Hungria tentam levantar as árvores caídas sobre as casas durante a tempestade na cidade de Egerbakta Direitos de autor Eurovision
Direitos de autor Eurovision
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A Itália vive a primeira vaga de calor deste verão, enquanto, na Hungria, as tempestades destroem casas, árvores e mobiliário urbano.

PUBLICIDADE

Foi assim que a cidade húngara de Egerbakta amanheceu esta quinta-feira. Durante a noite, chuvas torrenciais e ventos fortes causaram danos em casas, telhados e mobiliário urbano. A tempestade derrubou dezenas de árvores.

A Eslovénia, mais a sul, está a suar de calor há vários dias, vítima de uma vaga que atinge agora a Itália. 

Várias cidades italianas estão em alerta de calor extremo e as autoridades multiplicaram os apelos à população para que se proteja do sol.

A correspondente da Euronews, Giorgia Orlandi, refere: "A primeira vaga de calor chegou a Itália, atingindo várias zonas, especialmente esta semana. 

Hoje estão previstas temperaturas até 40 graus em várias zonas e espera-se um alerta laranja em pelo menos 13 cidades, que incluem Roma, a capital, e também Florença e Bolonha

Na sexta-feira será a vez do sul, com mais alertas laranja esperados em cidades como Bari e Palermo, e a Sardenha deverá ser precisamente a zona mais afetada, com temperaturas que poderão mesmo ultrapassar os 40 graus

O conselho das autoridades é que as pessoas fiquem à sombra o máximo de tempo possível, para evitar as horas de maior risco, e que se mantenham hidratadas. 

Como sabemos, estas temperaturas não são novas em Itália, estão entre as mais elevadas da Europa, especialmente no início do verão e deverão tornar-se mais frequentes devido à crise climática".

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Nova vaga de calor na Europa

Vaga de calor em França e na Península Ibérica

Na Hungria, uma nova oposição liderada por Péter Magyar desafia Viktor Orbán