EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

ONU denuncia 27 mil crimes contra crianças em zonas de guerra

Crianças são as maiores vítimas da guerra
Crianças são as maiores vítimas da guerra Direitos de autor Andriy Dubchak/The AP
Direitos de autor Andriy Dubchak/The AP
De  euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Relatório das Nações Unidas inclui pela primeira vez na lista negra um membro permanente do Conselho de Segurança

PUBLICIDADE

A ONU registou mais de 27 mil casos de violações graves contra crianças no último ano em zonas de guerra e sublinha que embora grupos terroristas sejam responsáveis por cerca de metade, uma grande parte é causada por forças governamentais.

É o número mais alto alguma vez verificado pelas Nações Unidas, mais de 8 mil casos dizem respeito a mortes ou mutilações, mais de sete mil são recrutamentos forçados para uso em combate e perto de quatro mil são sequestros.

A violência sexual também foi um dos problemas encontrados pelo relatório que abrangeu 26 situações de conflito. Virginia Gamba, Representante especial do secretário-geral sobre Crianças e Conflitos Armados, denuncia os casos conhecidos:

"Mil cento e sessenta e cinco crianças, quase todas raparigas, foram violadas, violadas em grupo, forçadas ao casamento ou à escravatura sexual ou agredidas sexualmente. Alguns casos foram tão graves que resultaram na morte das vítimas. Os crimes cometidos contra estas crianças são horríveis".

O papel da Rússia na Ucrânia não foi esquecido, na primeira vez que um membro permanente do Conselho de Segurança da ONU foi incluído na lista negra com mais de 1200 violações graves contra crianças.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Professores ucranianos preparam-se para aulas mais uma vez em tempo de guerra

Tortura, abusos e trabalhos forçados denunciados nas prisões russas

Líder da República Sérvia volta a ameaçar saída da Bósnia-Herzegovina