EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Ativista Patrick Zaki detido no Egito regressa a Itália

Patrick Zaki esteve preso no Egito.
Patrick Zaki esteve preso no Egito. Direitos de autor Michele Nucci/Michele Nucci/LaPresse
Direitos de autor Michele Nucci/Michele Nucci/LaPresse
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Zaki chegou a ser condenado por um tribunal egípcio pela acusação de disseminar notícias falsas, por causa de um artigo que escreveu em 2019 sobre alegada discriminação contra os cristãos coptas no Egito.

PUBLICIDADE

Aterrou em Itália Patrick Zaki, um jovem investigador de pós-graduação em estudos de género e direitos humanos da Universidade de Bolonha, detido no Egito desde 2020.

À chegada ao aeroporto de Milão, o ativista foi recebido com aplausos.

Zaki foi preso no Cairo durante uma viagem ao país Natal.

Acabou por conseguir ser perdoado na semana passada, depois de um tribunal egípcio o condenar pela acusação de disseminar notícias falsas, por causa de um artigo que escreveu em 2019 sobre alegada discriminação contra os cristãos coptas no Egito.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Turista francesa presa no Egipto após falsa acusação de tráfico: comprou recordação mas polícia diz que era antiguidade

A pizza napolitana já tem três séculos e quem a faz diz que é a melhor

Meloni procura reforma constitucional para eleição direta do primeiro-ministro