EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Polónia lembra heróis da Revolta de Varsóvia

Polónia lembra Revolta de Varsóvia
Polónia lembra Revolta de Varsóvia Direitos de autor PLTVP
Direitos de autor PLTVP
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Aconteceu há 79 anos. Durou dois meses, deixou cerca de 180.000 mortos e uma cidade completamente destruída.

PUBLICIDADE

No dia 1 de agosto, às 17h, a capital polaca pára para lembrar os heróis da maior revolta contra o domínio nazi da II Guerra Mundial.

Ouvem-se sirenes e os sinos das igrejas. Os carros e os transportes públicos deixam de circular durante um minuto.

Este ano, ao longo do dia, realizaram-se em muitas cidades cerimónias para assinalar a Revolta de Varsóvia. O Presidente depositou flores na campa do General que comandou as forças do Exército Clandestino Polaco.

Andrzej Duda disse que "os heróis da revolta não foram apenas aqueles que lutaram com armas nas mãos, mas toda a população de Varsóvia que sofreu e que nunca deve ser esquecida.

Planeada pelo governo no exílio como uma operação rápida para evitar que a União Soviética libertasse Varsóvia, a revolta durou dois meses, deixou cerca de 180.000 mortos e uma cidade completamente destruída.

A Polónia não esquece que quando a revolta começou, a 1 de agosto de 1944, o Exército Vermelho estava apenas a algumas dezenas de quilómetros da cidade. Diz-se que Estaline preferiu que a revolta fracassasse, para poder dominar mais facilmente a Polónia. Os soviéticos alegaram problemas de abastecimento.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Sábado é Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto

Demissões no Exército polaco: media locais falam em tentativa de envolver militares na campanha

Vaticano Beatifica família que escondeu judeus durante II Guerra Mundial