EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Ucrânia diz ter colocado navio russo fora de ação

ARQUIVO: Navio no porto russo de Novorossiysk, no Mar Negro
ARQUIVO: Navio no porto russo de Novorossiysk, no Mar Negro Direitos de autor AP/Copyright 2022 The AP. All rights reserved.
Direitos de autor AP/Copyright 2022 The AP. All rights reserved.
De  Euronews com Agências
Publicado a Últimas notícias
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Navio russo no porto de Novorossiysk foi alvo de um ataque com drones, dizem serviços secretos ucranianos.

PUBLICIDADE

Os serviços secretos ucranianos afirmam ter atingido o navio russo da frota do Mar Negro Olenegorsky Gornyak, alegando que a embarcação sofreu uma grave avaria que a impede de realizar missões de combate.

Uma fonte dos serviços secretos revelou à agência de notícias Reuters que o incidente se deve a um ataque com drones realizado pelo serviço de segurança ucraniano SBU e pela sua marinha.

Vídeos não verificados, que parecem ser da base naval de Novorossiysk, mostram um navio militar russo a inclinar-se gravemente para um lado.

O ministério russo da Defesa diz, por sua vez, ter travado ataques ucranianos, durante a noite, ao porto de Novorossiysk, no Mar Negro, e à península da Crimeia.

"Ontem à noite, as forças armadas ucranianas, com a ajuda de dois barcos não tripulados, tentaram atacar a base naval de Novorossïysk" no Mar Negro, afirmou o Ministério da Defesa da Rússia no Telegram. 

"Os barcos não tripulados foram detetados visualmente e destruídos por tiros regulares de navios russos" que protegem a base, acrescentou.

O porto de Novorossiysk tem uma importância estratégica para Moscovo ao deter o fim de um oleoduto de cerca de 1.500 km que liga o oeste do Cazaquistão às regiões russas localizadas a norte do Mar Cáspio. A maior parte do petróleo do Cazaquistão destinado à exportação passa por este oleoduto.

Não foram registados quaisquer danos e o petróleo continuou a fluir normalmente a bordo dos navios atracados no porto, segundo a imprensa russa, citada pelo Consórcio do Oleoduto do Cáspio (CPC).

No entanto, o receio de perturbações no abastecimento de cereais levou já a um aumento superior a 3% no preço do trigo na bolsa de Chicago.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Guerra na Ucrânia: Rússia retalia Ucrânia por ataque a petroleiro, drones interceptados perto de Moscovo

Drones ucranianos voltam a atacar Moscovo, diz Rússia

Ucrânia alerta para reforços russos. NATO atenua linhas vermelhas sobre uso de armas ocidentais