EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Gianni Infantino está otimista com futuro do futebol feminino

Gianni Infantino, presidente da FIFA
Gianni Infantino, presidente da FIFA Direitos de autor Euronews
Direitos de autor Euronews
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Presidente da FIFA manifestou-se em entrevista exclusiva à Euronews

PUBLICIDADE

Gianni Infantino faz um balanço positivo do Campeonato do Mundo de Futebol Feminino da FIFA 2023.

Em entrevista à Euronews, o presidente da FIFA, disse que foi um exemplo da importância da modalidade, também no feminino, e de como as pessoas estão abertas à inovação.

"Estou extremamente feliz e orgulhoso. Este Mundial Feminino foi simplesmente o maior e melhor de sempre da FIFA. A atmosfera foi fantástica: estádios cheios, nas ruas, em todo o lado. As pessoas estavam alegres, felizes. A Austrália e a Nova Zelândia foram anfitriões fantásticos. Registaram-se 2 mil milhões de telespetadores e os estádios estavam cheios. Quebraram-se muitos recordes. Houve surpresas, resultados que não poderíamos prever. Oito recém-chegados, um novo campeão mundial. O que mais se pode querer?”, questionou o presidente da FIFA.

Sam Ashoo, Euronews: Qual diria que é o legado desta competição?

Gianni Infantino, presidente da FIFA - penso que este Mundial teve um impacto realmente transformador na sociedade, definitivamente na base da sociedade, na Austrália e na Nova Zelândia. É o que todos me estão a dizer aqui. Mesmo a nível global, as pessoas olham agora para o futebol feminino de uma maneira completamente diferente, porque para muitos foi talvez a primeira vez que assistiram a um jogo e perceberam que, na verdade, é um ótimo desporto, com grandes atletas, grandes habilidades técnicas, grandes habilidades táticas, grandes emoções, grande paixão. O mesmo que acontece com os homens. E houve uma atmosfera extremamente alegre. Então, penso que estão todos a olhar para o futebol feminino de uma forma completamente diferente. E é exatamente isso que queríamos alcançar. E daqui avançaremos para o próximo nível.

Sam Ashoo, Euronews - e para esse nível que vimos em termos de quebra de recordes que nesta competição prevê um momento em que tantos olhos estarão voltados para esta competição em termos de audiência como nos Mundiais masculinos do ano passado?

Gianni Infantino, presidente da FIFA - Penso que o futuro é, definitivamente, o futebol feminino. E não é apenas uma manobra de relações públicas, não é apenas algo que dizemos. São realmente os fatos e os números mostram isso. Metade da população mundial são mulheres. Então é óbvio que vai crescer e prosperar. Já não há muitas competições masculinas que possam competir com este Mundial Feminino. Então penso que o caminho está todo aberto para que se torne tão grande quanto o Mundial Masculino.

O local do próximo Campeonato do Mundo de Futebol Feminino da FIFA ainda não foi definido, mas quem quer que sejam os anfitriões, haverá uma expectativa de que 2027 seja ainda mais expressivo do que vimos aqui na Austrália e na Nova Zelândia.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Estados Unidos eliminados pela Suécia nos "oitavos" de final do Mundial Feminino de Futebol

Jamaica faz tremer permanência do Brasil no Mundial

Tudo a postos em França para o Campeonato do Mundo de Rugby