EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Rei de Marrocos decreta três dias de luto nacional

Marrocos desespera em busca de sobreviventes
Marrocos desespera em busca de sobreviventes Direitos de autor Mosa'ab Elshamy/Copyright 2023 The AP. All rights reserved.
Direitos de autor Mosa'ab Elshamy/Copyright 2023 The AP. All rights reserved.
De  euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Terramoto mais devastador em mais de 60 anos no país provocou pelo menos 1305 vítimas mortais

PUBLICIDADE

O Rei de Marrocos, Mohammed VI, decretou três dias de luto nacional na sequência do terramoto mais devastador no país nos últimos sessenta anos. O último balanço dá conta de mais de 1300 mortes e pelo menos 1800 feridos, dos quais 1200 em estado grave.

As equipas de salvamento procuram a todo o custo encontrar sobreviventes nos escombros mas tudo indica que o número de vítimas venha a aumentar.

No centro histórico de Marraquexe, património da UNESCO, a destruição salta à vista e não poupou o minarete da mesquita da praça Jemaa al-Fna. Há treze mortes confirmadas na cidade, a maior parte das vítimas no entanto, registou-se nas províncias de Al-Haouz e Taroudant, no sul do país, onde existem zonas montanhosas de difícil acesso.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Luta contra o tempo em Marrocos: quatro franceses entre os mais de 2.000 mortos

Marrocos anuncia ajuda de emergência devido ao terramoto

Réplica de sismo semeia pânico em aldeia remota