Kim Jong-un vai encontrar-se com Putin “nos próximos dias”

Kim Jong-un e Vladimir Putin
Kim Jong-un e Vladimir Putin Direitos de autor AFP
De  Euronews com AP
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O Kremlin disse que o encontro entre os dois líderes "será uma visita completa" com espaço para negociações.

PUBLICIDADE

Kim Jong-un  chegou à Rússia num comboio blindado, esta terça-feira, para se encontrar com o Presidente Vladimir Putin, num raro encontro motivado pela necessidade de apoio na escalada de impasses com o Ocidente.

Segundo Washington, o objetivo da viagem é fechar um acordo de armas que permitirá à ao Kremlin dispor das munições necessárias para a guerra na Ucrânia e à Coreia do Norte dispor de ajuda económica e de tecnologia militar.

Os dois líderes não estão juntos 2019. A ajuda de Pyongyang pode ser fundamental numa altura em que a Ucrânia recebe um fluxo constante de armas do Ocidente e em breve receberá aviões F-16.

Para Putin, nada vai mudar. “Os britânicos há muito que entregam estas munições (balas de urânio empobrecido para tanques). Mudou alguma coisa no campo de batalha? Não. Vão entregar F-16. Isso vai mudar alguma coisa? Não. Só vai prolongar o conflito", declarou o presidente russo durante um discurso no Fórum Económico Oriental, em Vladivostok,

Pequim não ficou indiferente à primeira viagem do líder norte-coreano ao estrangeiro desde o início da pandemia. Esta terça-feira, a porta-voz do ministério dos Negócios Estrangeiros chinês sublinhou as boas relações entre os dois países. Mao Ning garantiu que China e Coreia do Norte "aprofundam os intercâmbios e a cooperação em vários domínios e promovem um maior desenvolvimento das relações bilaterais".

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Conflito com Rússia é "inevitável" se tropas do Ocidente forem para a Ucrânia, avisa Kremlin

Opositor russo Boris Nemtsov recordado nove anos após a morte

Navalny foi localizado numa colónia penal no Ártico