EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

“A UE enganou-nos” sobre importação de cereais da Ucrânia disse primeiro-ministro da Hungria

Hungria pede à Ucrânia que restaure os direitos da minoria húngara.
Hungria pede à Ucrânia que restaure os direitos da minoria húngara. Direitos de autor Zoltan Mathe/MTI - Media Service Support and Asset Management Fund
Direitos de autor Zoltan Mathe/MTI - Media Service Support and Asset Management Fund
De  Patricia Tavares
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Viktor Orbán responde à reclamação da Ucrânia à OMC.

PUBLICIDADE

A UE “enganou” a Hungria sobre as importações de cereais ucranianos. Foram estes os comentários do Primeiro-ministro do país, Viktor Orbán, dias depois da Ucrânia ter apresentado uma queixa à Organização Mundial do Comércio contra a Hungria, Polónia e a Eslováquia por proibirem as importações de produtos agrícolas da Ucrânia.

Ao discursar na sessão de abertura de outono do Parlamento húngaro, Orbán disse que a Hungria abriu um “corredor de solidariedade” em todo o território, para permitir o transporte de cereais ucranianos para países de África, mas que esses cereais foram vendidos na Hungria a preços mais baixos pressionando os produtores internos.

Os agricultores húngaros organizaram recentemente vários protestos com tratores nas estradas nas proximidades da fronteira. Para além disso, a Hungria anuncia que não vai dar apoio à Ucrânia até que o país restabeleça os “antigos direitos da minoria húngara” como o utilização da língua nativa.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Viktor Orbán: "Ucrânia está a anos-luz de aderir à União Europeia"

Ucrânia responde à UEFA com boicote às provas juvenis

Ataque contra Robert Fico ameaça aprofundar a divisão política na Eslováquia