EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

ONU envia missão para o Nagorno-Karabakh

Futuro das forças de manutenção da paz será discutido entre a Rússia e o Azerbaijão
Futuro das forças de manutenção da paz será discutido entre a Rússia e o Azerbaijão Direitos de autor EMMANUEL DUNAND/AFP
Direitos de autor EMMANUEL DUNAND/AFP
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Será a primeira vez em 30 anos que a ONU entra no território. 70% da população já fugiu para a Arménia, segundo os últimos números.

PUBLICIDADE

Carros e autocarros cheios de refugiados entram na Arménia a um ritmo desesperado. De acordo com Erevan, quase 85 mil pessoas deixaram Nagorno-Karabakh até esta sexta-feira, ou seja, mais de 70% da população. A ONU vai enviar uma missão humanitária e entrar no enclave pela primeira vez em 30 anos.

Robb Butler, enviado especial da OMS para a Europa, relata a situação no terreno:"Ouvimos falar de problemas de hipertensão, malnutrição, pessoas que precisam de primeiros socorros, idosos, pessoas com doenças crónicas que precisam de cuidados. Por isso, perguntámos muito especificamente quais as necessidades. Há algumas necessidades agudas que vamos tentar resolver e trazer mais fornecimentos. Mas há também algumas necessidades a médio e longo prazo. Estas incluem apoio ambulatório e de ambulância".

30% dos refugiados são crianças, muitas delas separadas das famílias. O objetivo da UNICEF é agora reuni-las.

A maioria dos refugiados precisa de assistência imediata, pois chegam com pouco ou nada: "Não consegui trazer sequer o meu passaporte, porque a minha sogra e o meu marido, que é deficiente, estavam em casa naquele momento. Só conseguimos tirá-los, e mais nada", conta uma mulher.

A Rússia, que tem cerca de dois mil soldados na região desde a guerra relâmpago de 2020, vai agora discutir com o Azerbaijão o futuro desta força.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

População foge e governo separatista anuncia dissolução

República separatista do Nagorno-Karabakh é extinta a 1 de janeiro

Presidentes do Azerbaijão e Arménia reúnem-se a 5 de outubro em Espanha