EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Parlamento da Geórgia chumba destituição da Presidente

Presidente da Geórgia, Salomé Zurabishvili
Presidente da Geórgia, Salomé Zurabishvili Direitos de autor Shakh Aivazov/Copyright 2021 The AP. All rights reserved
Direitos de autor Shakh Aivazov/Copyright 2021 The AP. All rights reserved
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Salomé Zurabishvili foi acusada pelo partido no poder de violar a Constituição, por se deslocar ao estrangeiro sem autorização do governo.

PUBLICIDADE

O processo de destituição movido pelo partido Sonho Georgiano contra a presidente da Geórgia Salomé Zurabishvili foi rejeitado no parlamento. Apenas 86 deputados validaram o afastamento da chefe de Estado, ficando aquém dos 100 necessários para concretizar o processo.

A presidente georgiana, europeísta, foi acusada pelo partido no poder de violar a Constituição do país ao se ter encontrado no estrangeiro com vários líderes europeus sem autorização do Governo, tal como é exigido pela Carta Magna.

Apesar de esta terça-feira, o Tribunal Constitucional ter dado luz verde ao processo de destituição, Zurabishvili recusou renunciar ao cargo. 

A chefe de Estado recusou sempre ter violado a lei fundamental e acusa a Rússia de estar por trás da iniciativa.

A Geórgia candidatou-se a aderir à União Europeia em 2022.O país, invadido em 2008 pelas forças de Moscovo, viu o exército ser derrotado em cinco dias e tem ainda hoje um quinto do território ocupado.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Protestos convocados à medida que a Geórgia revive polémica lei sobre 'agentes estrangeiros'

União Europeia reafirma apoio à independência da Geórgia, 15 anos após invasão da Rússia

Aumenta a tensão diplomática entre Ucrânia e Geórgia