EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Europa dividida entre manifestações de apoio a Israel e à Palestina

Manifestantes entraram em confrontos com a polícia, em Berlim, Alemanha
Manifestantes entraram em confrontos com a polícia, em Berlim, Alemanha Direitos de autor Paul Zinken/(c) Copyright 2023, dpa (www.dpa.de). Alle Rechte vorbehalten
Direitos de autor Paul Zinken/(c) Copyright 2023, dpa (www.dpa.de). Alle Rechte vorbehalten
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Em Berlim, uma manifestação pró-palestiniana resultou em 174 detenções. Atenas acolheu a primeira manifestação favorável a Israel na cidade desde o atentado do Hamas.

PUBLICIDADE

A manifestação estava proibida, mas centenas de pessoas desafiaram a lei e reuniram-se em Berlim, esta quarta-feira à noite, para uma manifestação pró-palestiniana.

Após a intervenção da polícia ter resultado em confrontos pela cidade, 174 pessoas foram detidas e 65 agentes de autoridade ficaram feridos. 

Esta quinta-feira, o chanceler alemão, Olaf Scholz, voltou a pedir às forças policiais que evitem a ocorrência de manifestações em solidariedade à Palestina, após esta semana terem sido registados atos antissemitas na capital alemã.

Protesto em Haia pede condenação de dirigentes israelitas

À porta do Tribunal Penal Internacional (TPI), em Haia, manifestantes pró-palestinianos denunciaram haver um genocídio em Gaza e exigem consequências para os dirigentes israelitas.

"Queremos que o TPI saiba que apoiamos o povo de Gaza e que queremos que Netanyahu venha um dia a este tribunal para ser punido aqui", explica Dima Abdalli, estudante de direito e participante na manifestação.

Primeira manifestação pró-Israel em Atenas

A divisão do Médio Oriente é espelhada por uma Europa também ela dividida. 

Pela primeira vez desde o ataque do Hamas, a 07 de outubro, Atenas acolheu uma manifestação onde se pediu justiça para os civis assassinados em Israel e a libertação dos reféns feitos pelo grupo radical islâmico.

Ao mesmo tempo, milhares de pessoas reuniam-se no centro da capital grega em solidariedade com os palestinianos.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Cidades europeias palco de manifestações de apoio a Israel e à Palestina

"Apenas Deus está connosco, mais ninguém, porque nós somos palestinianos"

Guerra Israel-Hamas suspende futebolista do Nice e provoca revoltas no mundo árabe