EventsEventosPodcast
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Governo de Israel manda retirar diplomatas da Turquia para "reavaliar as relações"

Presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, numa grande manifestação de apoio à Palestina, em Istambul, Turquia, a 28 de outubro 2023
Presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, numa grande manifestação de apoio à Palestina, em Istambul, Turquia, a 28 de outubro 2023 Direitos de autor Emrah Gurel/Copyright 2023 The AP. All rights reserved
Direitos de autor Emrah Gurel/Copyright 2023 The AP. All rights reserved
De  euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Decisão foi tomada depois do Presidente turco Recep Tayyip Erdogan ter dito que vai "declarar Israel como um criminoso de guerra".

PUBLICIDADE

Os diplomatas israelitas na Turquia receberam ordens para abandonar o país. De acordo com o ministro dos Negócios Estrangeiros israelita, as relações entre os dois Estados vão ser reavaliadas na sequência de um discurso do Presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, no grande comício de sábado em Istambul.

Perante mais de um milhão e meio de pessoas, Erdogan acusou Israel de ter cometido um crime de guerra contra o povo palestiniano e manifestou a intenção de declarar Israel "um criminoso de guerra" perante a comunidade internacional. Anteriormente, Erdogan apelidou o Hamas de "combatente da liberdade".

Os meios de comunicação social turcos informaram que já não há diplomatas israelitas na Turquia: deixaram o país na semana passada, tendo a respectiva nota sido recebida pelo Ministro dos Negócios Estrangeiros turco a 18 de outubro.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

#The Cube: A Turquia e o Irão declararam mesmo guerra a Israel?

Egito, Jordânia, Turquia: Quais são os últimos conselhos de viagem face à guerra entre Israel e o Hamas?

Líderes dos rivais regionais Grécia e Turquia reúnem-se para estreitar relações