EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Duas crianças entre os seis mortos após bombardeamentos de Assad em Idlib

Limpeza de zona em Idlib atingida este sábado pelos mísseis das forças de Assad
Limpeza de zona em Idlib atingida este sábado pelos mísseis das forças de Assad Direitos de autor OMAR HAJ KADOUR / AFP
Direitos de autor OMAR HAJ KADOUR / AFP
De  Francisco Marques
Publicado a Últimas notícias
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Forças afetas ao líder Bashar al-Assad dispararam pelo menos 35 mísseis, alguns contra zonas residenciais nos territórios ocupados pelos rebeldes da oposição

PUBLICIDADE

Pelo menos seis civis foram mortos, incluindo duas crianças, e 25 ficaram feridos após bombardeamentos do exército de Bashar al-Assad, este sábado, sobre diferentes partes no noroeste da Síria, num território controlado pelas forças rebeldes de oposição ao regime.

O balanço de vítimas foi avançado pelo Observatório Sírio dos Direitos Humanos, que acusa "as forças do regime" de terem "alvejado diretamente setores residenciais da cidade de Idlib", acrescentando que algumas zonas industriais foram também atingidas e outras zonas residenciais na cidade vizinha de Sarmine.

Entre os seis mortos, há duas crianças e uma mulher, precisou a ONG sediada no Reino Unido, mas com uma vasta rede de contactos na Síria, adiantando que o exército de Assad disparou pelo menos 35 mísseis.

A guerra na Síria foi espoletada em 2011, ano em que o governo reprimiu pela força uma série de manifestações antirregime. 

O conflito já terá feito mais de meio milhão de mortos e obrigou a deslocar milhões de pessoas, muitas rumo à Europa, em viagens clandestinas muito perigosas e dispendiosas, organizadas por redes de traficantes.

Outras fontes • AFP

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Israel ataca unidade de defesa aérea no sul da Síria com mísseis

Embaixador iraniano na Síria promete retaliação após alegado ataque israelita destruir consulado

Ataque israelita destrói consulado iraniano em Damasco e mata alta patente militar