Guerra de drones na Ucrânia

Em Kiev, um barco de defesa aérea patrulha o rio Dnipro, o que lhe permite ter uma visão mais clara dos drones do que na cidade
Em Kiev, um barco de defesa aérea patrulha o rio Dnipro, o que lhe permite ter uma visão mais clara dos drones do que na cidade Direitos de autor LVLT / EBU
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Aumenta a utilização de drones "kamikaze" por parte de ambos os lados na guerra entre a Ucrânia e a Rússia. Ambas as partes intercetaram engenhos na última noite.

PUBLICIDADE

As autoridades ucranianas referiram a ocorrência de vários ataques de drones russos durante a noite. Os meios de comunicação social afirmam que foram ouvidas explosões perto de Odessa e na cidade de Kropivnitsky durante várias horas ao longo da noite.

De acordo com o departamento militar ucraniano, a Federação Russa lançou um míssil de cruzeiro Iskander-K e um avião teleguiado X-59 através da Ucrânia a partir da Crimeia ocupada e da região de Kherson. Os russos também lançaram 20 drones de ataque.

"Foram abatidos 20 Shaheds e um míssil guiado X-59. O míssil de cruzeiro Iskander-K não atingiu o seu alvo", afirmou a Força Aérea Ucraniana em comunicado. Note-se que foram destruídos alvos aéreos nas regiões de Odessa, Kherson, Zaporozhye e Khmelnytsky.

A Ucrânia está igualmente a usar drones contra a Rússia: Na última noite, os sistemas de defesa aérea russos destruíram e intercetaram 33 drones em três regiões russas - Lipetsk, Rostov e Volgogrado, informou o Ministério da Defesa.

Com ambas as partes a afirmarem que o adversário aumentou significativamente a utilização de drones "kamikaze", a Ucrânia está a tentar melhorar as suas defesas contra eles.

Em Kiev, um barco de defesa aérea patrulha o rio Dnipro, o que lhe permite ter uma visão mais clara dos drones do que na cidade.

Estónia desenvolve sistema anti-drones

No sábado, o chefe da Liga de Defesa da Estónia (Kaitseliit, uma organização armada voluntária sob a alçada do Ministério da Defesa) declarou a intenção de construir um novo sistema complexo de proteção contra drones, com base na experiência da Ucrânia na sua guerra com a Rússia - não só o armamento e os meios de disparo, mas também a organização da deteção e da orientação dos pequenos objectos aéreos.

Em resposta aos crescentes ataques dos drones russos, o presidente ucraniano Volodymyr Zelenskyy prometeu, no seu discurso de sábado, um "maior reforço da defesa aérea".

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Ataque russo a estação de comboios faz um morto e quatro feridos em Kherson

Ataque de larga escala com drone faz dois feridos em Kiev

Altas patentes ucranianas querem mobilizar mais meio milhão de soldados, diz Zelenskyy