Onde está Navalny? Paradeiro do líder da oposição russa é desconhecido há 15 dias

Equipa de Alexei Navalny tenta localizá-lo há 15 dias
Equipa de Alexei Navalny tenta localizá-lo há 15 dias Direitos de autor Paul Zinken/DPA
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O principal opositor de Vladimir Putin, a cumprir uma pena de 19 anos, foi transferido da colónia de "regime especial" onde estava, mas ninguém sabe para onde foi.

PUBLICIDADE

O paradeiro do líder da oposição russa, Alexei Navalny, continua desconhecido, 15 dias após o seu desaparecimento no sistema prisional russo. Na semana passada, a sua equipa afirmou que Navalny tinha sofrido um "grave incidente de saúde", que se acredita ter sido provocado pela fome. O Kremlin não respondeu aos pedidos de informação. Navalny está a cumprir uma pena de prisão por acusações de fraude. Em agosto, foi condenado a mais 19 anos de prisão numa colónia de "regime especial" por acusações de extremismo. O opositor, que regressou voluntariamente à Rússia após um exílio na Alemanha e uma tentativa de envenenamento, afirma que as acusações contra ele são políticas.

Kira Yarmysh,porta-voz de Navalny, diz que os funcionários da prisão confirmaram que ele foi transferido da colónia onde estava, mas ninguém consegue indicar o paradeiro atual. As autoridades são obrigadas a comunicar a nova localização à família num prazo de 15 dias, mas Yarmish não acredita que isso seja cumprido no caso de Navalny. Em declarações à Associated Press, a porta-voz diz que as autoridades prisionais podem transferir um recluso sem que ninguém saiba o seu paradeiro durante semanas ou até meses. Disse ainda que irá procurar Navalny em todas as colónias de "regime especial" da Rússia, que são cerca de 30.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Navalny aparece pela primeira vez em vídeo a partir da prisão no Ártico

Advogados de Navalny em prisão preventiva até março de 2024

Navalny alvo de novas acusações