Advogados de Navalny em prisão preventiva até março de 2024

Julgamento, Moscovo
Julgamento, Moscovo Direitos de autor Dmitry Serebryakov/Copyright 2023 The AP. All rights reserved
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Um tribunal de Moscovo prolongou a detenção dos advogados de Alexei Navalny - Vadim Kobzev, Alexei Liptser e Igor Sergunin - até 13 de março de 2024.

PUBLICIDADE

Um tribunal de Moscovo prolongou a prisão dos advogados de Alexei Navalny, Vadim Kobzev, Alexei Liptser e Igor Sergunin, até 13 de março de 2024. Estão acusados de fazer parte da chamada "comunidade extremista".

Sergunin foi condenado a prisão preventiva durante dois meses. As autoridades solicitaram ao tribunal que fizesse o mesmo com Kobzev e Liptser.

Em outubro, as autoridades russas detiveram os três advogados que representavam o líder da oposição russa depois de terem sido feitas buscas às suas casas, medida que surge num contexto de pressão crescente sobre os críticos do Kremlin.

Navalny está preso desde janeiro de 2021, cumprindo uma pena de 19 anos de prisão.

Os meios de comunicação social russos independentes também noticiaram uma rusga a um escritório de advogados que emprega outra advogada de Navalny, Olga Mikhailova que, atualmente, não estará na Rússia.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Navalny diz que "está bem" depois de ter sido localizado numa colónia penal no Ártico

Navalny foi localizado numa colónia penal no Ártico

Nova condenação do opositor russo Navalny é "inaceitável"