Marinha dos EUA afunda barcos de rebeldes Houthi no Mar Vermelho

Três porta-aviões norte-americanos responderam ao pedido de socorro do navio
Três porta-aviões norte-americanos responderam ao pedido de socorro do navio Direitos de autor John C. Clark/AP
De  Ricardo Figueira com AP
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

As embarcações tinham antes sido usadas para atacar um navio de mercadorias com pavilhão de Singapura, que tinha dado o alarme.

PUBLICIDADE

A Marinha dos Estados Unidos afundou este domingo, no Mar Vermelho, três barcos usados por rebeldes Houthi do Iémen, apoiados pelo Irão, para atacar navios das marinhas mercantes internacionais.

As forças norte-americanas conseguiram ainda intercetar dois mísseis balísticos que tinham sido disparados contra um navio com pavilhão de Singapura, que tinha antes sido atingido por outro míssil e dado o alarme.

Dois porta-aviões norte-americanos, o USS Gravely e o USS Laboon, responderam ao SOS e conseguiram que o navio, propriedade de armadores na Dinamarca, ficasse livre de perigo.

Perante um segundo ataque, os helicópteros do USS Eisenhower, também estacionado na área, atacaram o conjunto de quatro barcos usados pelos rebeldes e mataram vários homens armados, que tinham aberto fogo. Três embarcações foram afundadas e a quarta conseguiu escapar.

Várias companhias de navegação estão a avisar os navios para evitarem o Mar Vermelho, palco de ataques frequentes por parte de rebeldes Houthi. De acordo com este grupo, os ataques são uma retaliação pela ofensiva de Israel na Faixa de Gaza e só irão parar quando Israel deixar de atacar o Hamas e a população palestiniana.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Rebeldes houthis reivindicam dois ataques no Mar Vermelho e contra Israel

Companhias de navegação avisam para evitar Mar Vermelho

EUA avisam que não vão parar ataques contra militantes apoiados pelo Irão no Iraque e na Síria