Ron DeSantis desiste da corrida à Casa Branca e apoia Trump

Ron DeSantis
Ron DeSantis Direitos de autor euronews
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O governador da Florida desistiu da campanha para a nomeação republicana depois de um resultado dececionante no Iowa e perante as sondagens desfavoráveis em New Hampshire. Só Nikki Haley continua na corrida contra Donald Trump.

PUBLICIDADE

Ron DeSantis, visto como o principal oponente de Donald Trump na nomeação republicana para a corrida à presidência dos Estados Unidos da América, abandonou a campanha.

O atual governador da Florida anunciou a decisão num vídeo publicado no domingo na rede social X, acrescentando que vai apoiar Donald Trump.

DeSantis admitiu que não tinha um "caminho claro para a vitória", sobretudo depois de as sondagens para as primárias no Estado de New Hampshire mostrarem que não chegava aos dois dígitos nas intenções de voto. No Iowa, na semana passada, sofreu uma dura derrota, conseguindo apenas 21% dos votos, contra os 51% de Trump.

"Se houvesse alguma coisa que eu pudesse fazer para ter um resultado mais favorável, mais campanha, mais entrevistas, tê-lo-ia feito", diz no vídeo em que anuncia a desistência.

Sem esconder os "desacordos" com o antigo presidente Trump, o governador da Florida sublinhou que o considera superior a Biden, que deverá conseguir a nomeação dos democratas para concorrer nas próximas presidenciais norte-americanas, em novembro.

Comentando a desistência de DeSantis, Trump descreveu-o como uma "pessoa fantástica" e elogiou a campanha do governador da Florida, admitindo que não é uma tarefa fácil mas que DeSantis tinha feito "um bom trabalho".

Nikki Hailey é agora a única oponente de Trump. A antiga embaixadora dos EUA nas Nações Unidas e antiga governadora do Estado da Carolina do Sul tem defendido que é a única capaz de derrotar Biden.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Primárias republicanas arrancam nos Estados Unidos

Ron DeSantis assume controlo do distrito Disney

Trump compara problemas legais à perseguição feita ao opositor russo Alexei Navalny