Comício de Biden sobre aborto interrompido por manifestantes pró-Palestina

Joe Biden em discurso na Virginia sobre o direito ao aborto
Joe Biden em discurso na Virginia sobre o direito ao aborto Direitos de autor Susan Walsh/Copyright 2024 The AP. All rights reserved.
De  João Azevedo
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Num discurso pelo direito ao aborto, o presidente norte-americano teve de fazer várias pausas e até tentou falar por cima de cânticos de protesto que faziam referência a um "genocídio" e exigiam um cessar-fogo imediato na guerra entre Israel e o Hamas.

PUBLICIDADE

No dia das primárias republicanas no New Hampshire, o presidente dos Estados Unidos Joe Biden esteve na Virginia, juntamente com a vice-presidente Kamala Harris, para um comício sobre o direito ao aborto. Enquanto discursava perante centenas de apoiantes, Biden foi várias vezes interrompido por manifestantes que mostraram descontentamento pelo apoio americano à ofensiva de Israel em Gaza.  

O aborto até é um tema popular entre os eleitores que se opõem a medidas conservadoras, mas o líder da Casa Branca não escapou à ira de pessoas que empunharam cartazes em que se reclamava o fim do financiamento ao "genocídio" e um cessar-fogo imediato às hostilidades israelitas na faixa de Gaza. 

Biden teve de parar por várias vezes o discurso e tentou mesmo falar por cima dos gritos de quem lhe chamava genocida. 

Biden foi respaldado pelos apoiantes que gritaram "mais quatro anos", mas acabou por responder aos protestos que, segundo o presidente norte-americano, foram planeados.

De acordo com repórteres que cobriam o comício, foram dez os manifestantes que interromperam Biden, sendo que todos foram retirados do evento.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Assembleia Nacional francesa aprova inclusão do aborto na Constituição

Trump ultrapassa Biden em sondagens em Estados-chave

Biden: "Trump é ameaça à democracia"