EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Milhares apoiam novo opositor de Putin

Vladimir Putin
Vladimir Putin Direitos de autor Vyacheslav Prokofyev/Sputnik
Direitos de autor Vyacheslav Prokofyev/Sputnik
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Boris Nadezhdi é um crítico de longa data do Kremlin. Tem 60 anos e recolhe assinaturas para concorrer às presidenciais de março.

PUBLICIDADE

Milhares de pessoas esperam em filas, em toda a Rússia, para dar apoio ao político liberal Boris Boris Nadezhdin, que quer participar nas eleições presidenciais de 17 de março.

Para isso, precisa de pelo menos 100 mil assinaturas de todas as partes do país. Atualmente, é o único potencial candidato que se manifesta abertamente contra as ações da Rússia na Ucrânia.

"Apoio toda a gente. Votaria em qualquer pessoa, desde que alguma coisa mudasse. Mesmo sabendo que não vale a pena", diz um homem que espera numa fila para colocar o seu nome na lista de assinaturas.

"Sou mãe e tenho três filhos. A guerra é terrível. Tem de acabar. O mais rapidamente possível", afirma outra pessoa.

O Kremlin já afirmou que Boris Nadezhdin não é um sério rival de Putin.

Um crítico da guerra

Boris Nadezhdi é um crítico de longa data do Kremlin. Tem 60 anos e é um legislador local numa cidade perto de Moscovo. Criticou publicamente a decisão do governo de manter os soldados nas fileiras enquanto os combates continuarem. "O país quer a paz. É muito claro. O país quer que isto acabe. As pessoas querem trazer de volta aqueles que estão lá", afirmou.

Oposição promete continuar a luta

Atrás das grades em colónias penais ou no auto-exílio no estrangeiro, as figuras da oposição russa garantem que vão continuar a lutar contra o Presidente Vladimir Putin.

Embora acreditem que Putin será declarado vencedor, independentemente da forma como os eleitores votarem, dizem que esperam minar o apoio público generalizado de que ele goza, virar a opinião popular contra o conflito na Ucrânia e mostrar aos que já se opõem que não estão sozinhos.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

França acusa Rússia de manobras de desinformação "hostis" contra aliados ocidentais da Ucrânia

Rússia: comissão eleitoral rejeita candidatura presidencial de Boris Nadezhdin

Israel acolhe banda russa anti-Kremlin expulsa da Tailândia