Sueca Tara Babulfath brilha no arranque do Grand Slam de Judo em Baku

Tara Babulfath triunfou frente à número cinco do mundo Milica Nikolic
Tara Babulfath triunfou frente à número cinco do mundo Milica Nikolic Direitos de autor IJF
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A ascensão da jovem sueca, Tara Babulfath, de apenas 18 anos de idade, foi impossível de ignorar. A conquista da medalha de ouro em Baku foi impressionante.

PUBLICIDADE

À medida que a jornada para os Jogos Olímpicos deste verão aumenta o ritmo, a Família Internacional do Judo foi mais uma vez calorosamente recebida de volta ao Azerbaijão para a 10ª edição do Grand Slam de Baku.

Como sempre, dentro da National Gymnastics Arena, estava uma multidão expectante  para apoiar os lutadores nacionais.

A abertura do evento ficou a cargo da vice-ministra da Juventude e do Desporto do Azerbaijão, Mariana Vasileva, do presidente da Federação de Judo do Azerbaijão, Rashad Nabiyev, e do presidente da Federação Internacional de Judo, Marius Vizer.

Depois de um dia brilhante, incluindo este Osoto-Gari, a atual número um do mundo e  campeã mundial reinante Christa Deguchi levou o título em Baku nos -57kg. A adversária na final, a atual campeã olímpica Nora Gjakova, não pôde competir devido a uma lesão. 

Deguchi foi premiada com a medalha de ouro pelo presidente da Federação Internacional de Judo, Marius Vizer.

Nos -60kg, Ramazan Abdulaev ficou encantado por manter o título do Grande Slam de Baku do ano passado, enquanto defendia uma batalha renhida na final contra o atual campeão europeu Luka Mkheidze, depois de o francês ter sido julgado por um golpe ilegal com a cabeça.

Abdulaev foi premiado com a medalha por Azer Aliyev, secretário-geral do Comité Olímpico Nacional do Azerbaijão.

Nos -48kg, foi juventude vs. experiência, com a estrela em ascensão da Suécia Tara Babulfath a dar conta do assunto frente a Milica Nikolic, número 5 do mundo e 5 vezes finalista do grand slam. Foi a juventude que prevaleceu com Babulfath a garantir a primeira medalha no World Judo Tour.

"Eu gosto quando as pessoas estão lá e estão a gritar, isso dá-te muita confiança e ficas muito feliz, então estou orgulhosa de mim mesma e tenho uma equipa muito incrível ao meu redor, mesmo incrível", confessou a judoca sueca.

O vice-secretário do Conselho de Segurança da República do Azerbaijão, Madat Guliyev, ficou responsável pela atribuição das medalhas.

Nos -66kg, o espanhol Alberto Gaitero Martin mostrou habilidades fora de série no solo ao conseguir soltar duas vezes a perna e segurar o francês Daikii Bouba.

As medalhas foram atribuídas pelo vice-presidente do Comité Olímpico Nacional do Azerbaijão Chingiz Huseynzade.

"Muitos países nesta zona têm uma atmosfera muito boa e gosto de lutar aqui. Lutei aqui durante muitos anos e esta é a minha primeira medalha em Baku", celebrou Alberto Gaitero Martin.

O judoca espanhol Alberto Gaitero Martin
O judoca espanhol Alberto Gaitero MartinIJF

A final da categoria -52 kg foi um confronto com Odette Giuffrida contra Diyora Keldiyorova. A dupla lutou de forma intensa, mas foi Keldiyorova quem levou a melhor, por uma pontuação waza-Ari e o 5º título de grand slam. 

A judoca do Uzbequistão foi premiada com as medalhas pela vice-ministra da Juventude e do Desporto do Azerbaijão, Mariana Vasileva. 

A multidão de fãs pode aproveitar durante todo o dia um espetáculo de classe, com a equipa azeri que demonstrou habilidades espetaculares que culminaram numa medalha de bronze para Balabay Aghayev.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Judo: Azerbaijão fecha Grand Slam de Baku no topo

Clarisse Agbegnenou e Matthias Casse triunfam no Grand Slam de Paris

Judocas da casa brilham no Grand Slam de Paris