Ferrovia tornou-se vital para a economia da Ucrânia após a guerra

Ucranianos viajam para fora do país de comboio para visitar familiares que fugiram do país quando a guerra começou
Ucranianos viajam para fora do país de comboio para visitar familiares que fugiram do país quando a guerra começou Direitos de autor Украинские железные дороги
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Comboios tornaram-se essenciais na Ucrânia, após o início da guerra, tanto para a segurança das deslocações de civis e militares, como para o transporte de mercadorias.

PUBLICIDADE

Desde a invasão russa da Ucrânia, em fevereiro de 2022, os comboios tornaram-se essenciais. No início da guerra, permitiram a retirada de quatro milhões de pessoas. Mais tarde permitiram a vários líderes europeus como Ursula von Der Leyen, Charles Michel e Josep Borrell chegar ao país em guerra. 

A defesa aérea ucraniana tem ajudado a manter o tráfego ferroviário e a garantir a segurança dos passageiros.

"Na altura, fechávamos as cortinas porque tínhamos medo que os russos atacassem o comboio. Agora há menos ameaças porque os nossos céus estão protegidos [pela força aérea ucraniana]", conta um revisor.

Esta segurança permite que muitos ucranianos deixem o país para visitar a família.

"A guerra não permite que nos vejamos facilmente. Agora sou eu que tenho de sair da Ucrânia para visitar o meu neto. Muitas famílias fazem isso", diz uma passageira ucraniana.

A ferrovia desempenha um papel crescente na economia da Ucrânia e para a logística dos militares. Desde o início da guerra, não apenas passageiros, mas também mercadorias e militares viajaram por todo o país de comboio.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Aulas num bunker: Kharkiv vai abrir escolas subterrâneas para centenas de alunos

Atrasos na ajuda ocidental à Ucrânia estão a ajudar a Rússia, diz ISW

Grave escassez de munições ameaça posição da Ucrânia na linha da frente