Polícia alemã disparou contra mulher barricada em quarto de hospital

Aachen
Aachen Direitos de autor Rebecca Blackwell/Copyright 2024 The AP. All rights reserved.
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Mulher de 65 anos não fez vítimas mas esteve várias horas barricada num quarto de um hospital da cidade alemã de Aachen, usando o que se acreditava ser um cinto de explosivos.

PUBLICIDADE

Uma mulher de 65 anos foi atingida pela polícia depois de várias horas barricada num quarto de hospital em Aachen, na Alemanha. As autoridades revelaram em comunicado que decidiram agir para "colocar fim a uma situação perigosa". Não houve vítimas a registar.

A mulher entrou no hospital pelas 17:00 de segunda-feira, hora local -  menos uma hora em Lisboa - e a polícia acabou por intervir pelas 23:00, dando a operação como terminada pouco depois. Foi ainda feita uma busca por engenhos explosivos, mas nada foi detetado.

Até ao momento, não se conhecem os motivos que levaram a mulher ao hospital. Não será paciente nem funcionária da unidade hospitalar.

Quando chegou, começou por ameaçar com uma arma os funcionários de uma clínica de fisioterapia que funciona nas instalações. Um deles conseguiu desarmá-la, segundo a imprensa alemã, mas em seguida a mulher barricou-se num quarto do hospital, que estaria vazio, e fez explodir materiais de pirotecnia.

A mulher parecia usar um cinto de explosivos - mais tarde, verificou-se que era falso - e, quando saiu do quarto, horas depois, para queimar algo no corredor, a unidade de intervenção acabou por alvejá-la, deixando-a gravemente ferida. Foi transferida para outro hospital para receber tratamento.

A imprensa alemã adianta que a polícia acredita que a mulher tinha intenção de se suicidar: na tarde de segunda-feira, começou um incêndio no apartamento em que vivia e onde terá deixado uma carta.

O hospital onde se barricou, e onde estavam na altura cerca de 400 pessoas, foi evacuado e alguns pacientes levados para outros hospitais por precaução.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Quatro mortos e 21 feridos em incêndio num lar de idosos na Alemanha

Tiroteio na Alemanha: quatro mortos, incluindo uma criança. Suspeito é um militar e foi detido

Detido na Alemanha um dos três membros da Fação do Exército Vermelho