EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Volodymyr Zelensky volta a apelar a mensagens de solidariedade para com os soldados ucranianos

Volodymyr Zelensky volta a apelar a mensagens de solidariedade para com os soldados ucranianos
Volodymyr Zelensky volta a apelar a mensagens de solidariedade para com os soldados ucranianos Direitos de autor AP/Ukrainian Presidential Press Office
Direitos de autor AP/Ukrainian Presidential Press Office
De  Euronews
Publicado a Últimas notícias
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O presidente ucraniano afirmou que a solidariedade e o apoio da União Europeia são fundamentais para a moral dos soldados. A capital Kiev continua a ser alvo de ataques russos.

PUBLICIDADE

O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, apelou a mensagens fortes de solidariedade, referindo que estas são importantes para a moral dos soldados ucranianos que lutam na linha da frente.

"É um sinal não só para o mundo, mas também para o nosso povo que está a defender a Europa e o mundo. Este sentimento é muito importante para que os soldados ucranianos, que estão a lutar na linha da frente, não percam a moral”, disse Zelensky, citado pelas agências internacionais.

Zelensky falou em Kiev perante uma delegação de eurodeputados do grupo liberal Renovar a Europa, ao qual o seu partido pertence, no Parlamento Europeu. A visita insere-se no âmbito dos preparativos para as eleições europeias de junho.

"É melhor quando a atenção não se centra apenas na guerra, devido às diferentes eleições na Europa e nos Estados Unidos. É importante para os nossos homens, as nossas mulheres e as nossas crianças que façamos parte da Europa e que a Europa saiba que somos este escudo de defesa dos nossos valores comuns", explicou Zelensky em Kiev, citado pelas agências internacionais.

A necessidade de mais armamento da União Europeia também esteve no centro do debate, assim como as eleições europeias de junho.

"Ele [Volodymyr Zelensky] sabe que estamos a trabalhar para uma defesa europeia, mas é claro que, como nos foi dito por todas as pessoas que tivemos durante estes dois dias, eles estão a pedir mais armas, mais munições e ele também confirmou que há uma necessidade real no terreno", afirmou Valerie Hayer, presidente do grupo liberal Renovar a Europa.

A mensagem de Valerie Hayer surge numa altura em que a Rússia continua a bombardear a Ucrânia com mísseis e drones, nomeadamente contra infraestruturas civis.

Na quinta-feira, realizou-se uma reunião de emergência do Conselho Ucrânia-NATO para debater os novos ataques aéreos, em especial contra a capital do país.

Os Estados-membros da União Europeia continuam a discordar sobre a melhor forma de apoiar a Ucrânia a curto e a longo prazo, com as sirenes de ataque aéreo a tocarem em Kiev e os soldados ucranianos a enfrentarem a escassez de munições.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Blinken: "É essencial enviar mais armas para a Ucrânia"

Comandante polaco do Eurocorps demitido por suspeita de colaboração com a Rússia

Putin garante que não atacará países da NATO