EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

EUA mandam recados ao Irão para que evite escalada no Médio Oriente

Antony Blinken manda recados ao Irão através de outros países
Antony Blinken manda recados ao Irão através de outros países Direitos de autor Mark Schiefelbein/AP
Direitos de autor Mark Schiefelbein/AP
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Antony Blinken falou com os chefes da diplomacia da China, Turquia e Arábia Saudita para que convençam o Irão a evitar a escalada do conflito com Israel.

PUBLICIDADE

Os EUA pediram à China e a outros países para pressionarem o Irão a não fazer uma escalada contra Israel.

Segundo o porta-voz do departamento de Estado, Matthew Miller, o chefe da diplomacia norte-americana Antony Blinken falou com os homólogos da China, da Turquia e da Arábia Saudita para que convençam o Irão a não agravar a situação em Israel. Blinken terá dito que a escalada na região não é do interesse de ninguém e acrescentou que Washington continua preocupado com a crise na região, especialmente após as ameaças feitas pelo Irão a Israel.

"Continuamos preocupados com o risco de escalada no Médio Oriente, mais especificamente com as ameaças feitas nos últimos dias pelo Irão contra o Estado de Israel e o povo israelita. O Presidente deixou claro ontem que apoiamos firmemente a segurança de Israel contra estas ameaças. Uma nova escalada neste conflito não prejudica apenas Israel, não prejudica apenas o Irão, não prejudica apenas os países da região, mas prejudica todos os países do mundo", disse Miller.

Uma nova escalada neste conflito não prejudica apenas Israel, o Irão e os países da região, mas o mundo inteiro.
Matthew Miller
Porta-voz do departamento de Estado dos EUA

O general americano Michael Erik Kurilla, responsável pelo Médio Oriente, esteve em Israel esta sexta-feira para discutir com militares superiores "as ameaças à segurança na região", num contexto de escalada com o Irão. Teerão voltou a ameaçar na quarta-feira "castigar" Israel, após um ataque a 1 de abril contra o consulado iraniano em Damasco, na Síria, que fez 16 mortos, incluindo sete membros dos Guardas da Revolução.

A CIA prevê um "ataque maciço iminente" do Irão contra Israel.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

O Irão começou a atacar Telavive? Não, e a mentira veio do X

Eleições no Irão: conservadores mantêm controlo do parlamento

EUA avisam que não vão parar ataques contra militantes apoiados pelo Irão no Iraque e na Síria