Embaixador iraniano na Síria promete retaliação após alegado ataque israelita destruir consulado

Edifício consular do Irão destruído em Damasco
Edifício consular do Irão destruído em Damasco Direitos de autor Omar Sanadiki/AP
Direitos de autor Omar Sanadiki/AP
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Edifício consular da embaixada iraniana em Damasco foi completamente destruído por alegado ataque israelita na segunda-feira. Dois altos comandantes iranianos foram mortos.

PUBLICIDADE

Hossein Akbari, o embaixador iraniano na Síria, prometeu que o Irão irá retaliar na mesma "magnitude e dureza" depois do alegado ataque israelita que destruiu o edifício do consulado iraniano em Damasco.

"Definitivamente, o regime sionista sabe melhor do que ninguém que estes crimes e a violação da lei internacional têm a sua resposta na altura apropriada", disse Akbari, citado pela AP.

O ataque parece significar uma escalada no conflito entre Israel e o Irão: Telavive acusa Teerão de financiar o Hamas e outros grupos militantes que lutam na Faixa de Gaza e ao longo da fronteira com o Líbano.

Israel, que raramente reconhece ataques contra alvos iranianos, não fez qualquer comentário ao ataque em Damasco, ainda que um porta-voz das Forças de Defesa israelitas tenha apontado a Teerão a responsabilidade de um ataque com drones na manhã de segunda-feira a uma base naval no sul de Israel.

O ataque em Damasco matou altas patentes militares iranianas, nomeadamente o general Mohammad Reza Zahedi, que liderou a força de elite Quds no Líbano e na Síria até 2016, segundo a Guarda Revolucionária iraniana. O vice de Zahedi, o general Mohammad Hadi Hajriahimi, também foi morto neste ataque, bem como outras cinco pessoas, nomeadamente um membro do Hezbollah, Hussein Youssef, disse à AP um porta-voz do grupo de militantes.

Segundo o Observatório Sírio dos Direitos Humanos, que tem sede no Reino Unido, morreram no ataque duas pessoas de nacionalidade síria.

Escalada relevante no conflito

O edifício consular do Irão em Damasco foi completamente destruído e dois agentes da polícia que faziam segurança no local ficaram feridos. O edifício principal da embaixada, porém, permaneceu intacto. A residência do embaixador do Irão na Síria é no edifício consular, mas Hossein Akbari não sofreu qualquer ferimento.

Especialistas consultados pela AP acreditam que o Irão irá, sem dúvida, retaliar, uma vez que a destruição do edifício consular significou uma escalada muito relevante no conflito. Israel tem conduzido nos últimos anos vários ataques a alvos ligados com o Irão em território sírio, muitos com o objetivo de interferir com o transporte de armas e outro tipo de cooperação com o Hezbollah, que enviou milhares de soldados para apoiarem as forças sírias do presidente Bashar al-Assad.

Em dezembro passado, um ataque israelita a uma zona residencial de Damasco matou um conselheiro para assuntos sírios da Guarda Revolucionária iraniana, Seyzed Razi Mousavi. Em janeiro, um ataque semelhante matou pelo menos cinco conselheiros iranianos e, na semana passada, um conselheiro iraniano foi morto num ataque aéreo na província síria de Deir el-Zour, junto da fronteira com o Iraque.

Após o mais recente ataque em Damasco, na segunda-feira, cerca de duas centenas de manifestantes reuniram-se junto do edifício da antiga embaixada israelita em Teerão, pedindo vingança.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Israel aprova lei que permite silenciar Al Jazeera

Israel lança ataque contra Damasco e faz dois mortos

Alegado ataque aéreo israelita a Damasco mata comandante iraniano