EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Autor do ataque em Sydney "tinha problemas mentais e não era um terrorista", diz polícia australiana

Ataque a centro comercial em Sydney
Ataque a centro comercial em Sydney Direitos de autor Rick Rycroft/Copyright 2024 The AP. All rights reserved.
Direitos de autor Rick Rycroft/Copyright 2024 The AP. All rights reserved.
De  euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A polícia de Nova Gales do Sul confirmou a identidade do autor do atentado que matou seis pessoas e fez uma dezena de feridos num shopping em Sydney.

PUBLICIDADE

A polícia australiana identificou formalmente o homem que atacou várias pessoas no centro comercial Westfield em Bondi Junction, um subúrbio de Sydney, dizendo que se chamava Joel Cauchi, de Queensland e tinha 40 anos.

A polícia acrescentou que o homem sofria de uma doença mental e não estava "motivado por nenhuma motivação particular, ideológica ou de outro tipo", pelo que a investigação descartou motivos terroristas.

O agressor foi morto a tiros por uma agente da polícia, cuja atuação no local do ataque foi considerada heróica pelo governo da Austrália.

O ataque com uma arma branca custou seis vidas e deixou doze feridos, entre eles um bebê de nove meses também ferido. A sua mãe, ferida com gravidade, atirou o bebé para um homem que passava e pediu que o salvasse. A mulher acabou por morrer.

Segundo podemos ler no relatório policial:

"Cinco outras pessoas, entre as quais quatro mulheres com idades compreendidas entre os 20 e os 55 anos e um homem com cerca de 30 anos, morreram no local. Ainda não foram identificadas oficialmente.

Outras doze pessoas, incluindo nove mulheres, dois homens e uma criança de 9 meses, sofreram ferimentos de faca, foram tratadas pelos paramédicos e transferidas para diversos hospitais de Sydney.

Uma mulher de 38 anos, que foi transferida para o hospital St Vincent em estado crítico, faleceu."

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Polícia trata esfaqueamento de Sydney como "ato terrorista"

Quase duzentas baleias-piloto encalham na costa ocidental da Austrália

Austrália: cidadão francês que enfrentou atacante em Sydney torna-se residente permanente